11.28.2012

Mais uma superfície comercial em Sines


 A Câmara Municipal de Sines e a Sonae assinaram uma escritura do terreno para a construção de uma superfície comercial "Continente" em Sines. A alienação do terreno acontece na sequência da hasta pública realizada a 22 de outubro e significa uma receita para o município de
2 milhões 600 mil e 50 euros. Prevê-se que a unidade crie cerca de 150 novos postos de trabalho diretos. Continente, Worten, Sportzone, Modalfa e Bom Bocado são algumas das lojas que deverão ocupar os 6000 m2 da nova superfície comercial. O lote vendido tem uma dimensão de 26 510 m2 e está situado entre a rotunda desnivelada à entrada da cidade e a superfície comercial Intermarché, em área abrangida pelo Plano de Pormenor da Cidade Desportiva. A unidade deve entrar em funcionamento no final de 2013.
Com esta notícia não podemos deixar de nos questionar sobre a necessidade, ou não, de mais uma superfície comercial....ao lado do Lidl, Intermarché e Pingo Doce.
Esperemos que a necessidade brutal de dinheiro por parte da Câmara Municipal de Sines não leve a Câmara a vender ao desbarato e a qualquer um, sem acautelar as necessidades de planeamento, crescimento e sustentabilidade, os terrenos "herdados" do Gabinete da Área de Sines....

11.15.2012

Entidades culturais privadas da região

Seguindo um desafio aqui colocado por um leitor, iniciamos uma troca de ideias sobre quem são, o que fazem, onde estão, como se financiam, as várias entidades que lidam com a cultura na nossa região.
Transcrevendo parcialmente o seu contributo:
 "A propósito das associações de defesa da história e do património a nascerem com cogumelos na região: não seria este um espaço de eleição para a sua inventariação, reflectindo-se sobre a(s) actividade(s) a que se propõem e os resultados obtidos.
Fazendo-se da CULTURA o parente pobre de toda a conjuntura que nos é imposta, seria uma grande oportunidade de entregar à sociedade civil a responsabilidade da gestão de uma causa em que é a principal interessada. Para tal, nada como começar por essas associações. Importa separar o trigo do joio. E ele há muito-mesmo muito- joio nesta região.
Discutir este aspecto neste blog seria uma forma de o tornar mais útil e interessante."
aqui lançamos a discussão.
Esperamos o contributo de todos, incluindo das próprias entidades e que vão desde ranchos de folclore, a grupos de teatro, associação culturais, etc.