9.18.2012

Será o fim anunciado da Antena Miróbriga?

Pela gravidade do tema, alertamos para o comunicad acerca da possível venda da Antena Miróbriga.
É mais uma machadada na comunicação social e na informação da nossa região.
Mesmo sabendo e conhecendo os problemas, defeitos e contigâncias que sofre a Antena Miróbriga, não podemos deixar de lamentar esta decisão, se a mesma vier a acontecer.
A informação e divulgação são direitos fundamentais e são os laços que unem as gentes.
Não podemos deixar morrer os nossos meios de comunicação social e devemos tentar que sejam cada vez mais plurais, independentes e interessantes

13 comentários:

Anónimo disse...

Gostava de perceber o que mudou na Antena Miróbriga para chegar a este ponto e poder dar a minha opinião.Desconheço o que se passa, se alguém poder dar umas achegas para esclarecer melhor as coisas era fixe.

Anónimo disse...

Não acredito. A Antena Minhoca vai fechar. Então o Vitinho e seus muchachos já não apoiam! Enquando o leite e mel corria a rodos, era sempre às ordens do camarada presidente, pelo subsidizinhoe aqueles que apelavam eram simplesmente cortados. Parece a voz do partido. A Luta Continua.

Anónimo disse...

Lembro-me de um separador da AMR nos anos 90 cujo imaginário era um repórter que ia pela rua e encontrava diferentes pessoas que diziam "eu oiço a Antena Miróbriga!"
...muito provavelmente, nenhum dos que deu esse testemunho estará hoje entre nós.
O parco conhecimento que tenho da realidade da AMR na óptica do cliente é que em termos de consulta de preços não apresenta preços competitivos (quando comparados comm os practicados pelos concorrentes directos) e incumpre de forma medíocre os trabalhos que lhe são adjudicados.
Agora querem o quê? Milagres??


Anónimo disse...

Se fechar será uma grande perda para o concelho e região. Nos últimos anos, ao nível da redacção, pareceu-me uma rádio pouco pluralista e com uma tendência clara para promover a CDU/PCP da câmara e as suas actividades. Notei isso nas noticias, e na falta do mesmo tratamento às iniciativas de outras forças partidárias. Há muita coisa a mudar na Antena Miróbriga.

Anónimo disse...

Há mais de 4 anos que estou á espera que os responsáveis da publicidade da AMR me marquem uma reunião para discutirmos preço, forma e conteúdo de anúncio.
Até aqui, o subsídio do Vitinho estava garantido, estavam-se borrifando para "dar o coiro ao manifesto", como se fossem funcionários da CM. Parece-me que a mama acabou, e agora sim, vão ter que realmente trabalhar se quiserem sobreviver.

Anónimo disse...

Antes que tudo importa perceber o que contribuiu para a AMR chegar a esta situação. Concordo com os que dizem que a AMR há muito tempo que é facciosa e pouco pluralista, tem uma tendência evidente para favorecer o trabalho da CDU na câmara de Santiago e ignora o resto do trabalho dos outros partidos. Nas últimas eleições a AMR não fez debates nem qualquer programa que pudesse de alguma forma ser prejudicial ao PCP/CDU.

Anónimo disse...

A antena miróbriga ao longo dos anos foi uma muleta do pcp no concelho de santiago para pagar o apoio que tem da câmara, e foi afastando empresas para publicidade com essa postura, e agora a coisa está preta. Temos muita pena porque a rádio faz falta e tem lá gente muito competente mas que para sobreviver teve que se adaptar às circunstancias. Estes comunistas que controlam a antena miróbriga são do mesmo partido que na assembleia da república têm sido contra as ingerências partidárias na televisão pública.

Anónimo disse...

Pelo artigo dedicado a este assunto no jornal O LEME a autarquia de santiago foi contactada para uma reacção sobre esta situação, mas não foi possível recolher declarações de ninguém do executivo da câmara municipal. Isto quer dizer que usaram, e agora deitam fora! Queimaram a imagem de uma rádio isenta, e agora não querem saber de nada.

Anónimo disse...

Este país está desgastado por políticos populistas, que embrulham os seus interesses pessoais ou de classe em obras de fachada, privando as populações das “pequenas coisas” geradoras de sentido da sua vida colectiva, e sinalizadoras das rotinas quotidianas pessoais e familiares. Esses políticos chegaram tarde ou esqueceram rapidamente os ensinamentos militantemente disponibilizados na reeducação do país na década de 70, após o desmantelamento do cárcere salazarista.

Anónimo disse...

Acrescentando ao anónimo das 12.33...e o que choca mais é que a chamada esquerda que lutou pelas melhores condições sociais, hoje alguns desses líderes estão refastelados na poltrona e outros não evoluiram no tempo, fazendo com que Borges, Coelhos, Relvas e outros destruam aquilo que levou décadas a conquistar. Neste momento o povo está baralhado com tudo e já não acredita.

Anónimo disse...

A população do concelho de Santiago que tantos anos confiou no PCP/CDU agora bem lhes pode agradecer de serem o concelho mais atrasado e endividado do litoral alentejano, e com as suas freguesias a morrerem lentamente. A Cuba do litoral alentejano, com o seu fidel Vitor Proença e os seus cachorrinhos amestrados que a tudo dizem sim e batem palmas nas assembleias municipais. Continuem a votar PCP/CDU que já faltou mais para o concelho chegar à ruína completa.

Anónimo disse...

A CDU em Santiago está hesitante na escolha do sucessor de vitor proença, porque sabem que seja qual for o cabeça de lista que escolham pode ser o fim do reinado comunista em santiago do cacém, basta que o PS e o PPD/PSD saibam aproveitar este oportunidade de oiro para derrotar os comunistas.

Anónimo disse...

Concordo em absoluto com a opinião do anónimo 5:26 p.m.
Assim sendo é dispensável e não deixa pena...