8.30.2012

Fim do mês

Estamos no fim do mês de Agosto...quase passou o Verão, o período de férias em que a nossa região é mais visitada.
E o que há a reter destes dias?
Infelizmente muito pouco: confirma-se o Festival Musicas do Mundo como um festival único, de eleição, confirma-se a Feira de Agosto, em Grândola, como uma das melhores do país, confirma-se a Comporta/Tróia como sendo cada vez mais procurada para férias, confirma-se a megalomania do Presidente da Câmara de Sines, com construções e mais construções, em que o elevador é o ultimo exemplo do disparate, confirma-se o afundamente e decadência de Santiago do Cacém, confirma-se o imobilismo de Odemira.
E confirma-se a falta de ideias, de pessoas, o tacticismo político, os jogos dos interesses partidários, porque, até ao momento, ainda nada se ouviu, nada apareceu sobre as próximas eleições autárquicas, que serão cruciais para a nossa região.
Esperemos que os nosso leitores participem com mais "confirmações"!

8.21.2012

As estradas da região

Quem tenho vindo passar as férias na nossa região, ou nós que cá andamos todos os dias, terá ficado com a paciência num oito com o estado das estradas da nossa região.
Vejamos alguns exemplos de que nos lembramos, ao acaso:
No famoso IP8 pararam novamente as obras, ficando uma mega rotunda inacabada nas Relvas Verdes, a ligação Santiago-Sines desimpedidada e a ligação Sines-Santiago, só com uma faixa (para alguns), proporcionando verdadeiras gincanas e para quando algum acidente grave!
A estrada de Santa Cruz em obras intermináveis, para não falar na estrada das Cumeadas e acesso às Ruínas Romanas de Miróbriga, paradas desde á um ano. Como conseguem aguentar os residentes e que dizer dos turistas que visitam Miróbriga.
A ligação Sines-Santo André, mais um ano passou e nada se adiantou.
E também as obras na ligação Sines (Barbuda) à estrada para sul (Porto Covo e Odemira) apesar de andarem em bom ritmo, não poderiam calhar em pior altura: nas férias!
A marginal de Sines, já nos apercebemos que é um estaleiro permanente...se não são obras são as feiras e festas, tão do agrado do Presidente Coelho.
Por terminar estão as tão esperadas obras da estrada de Porto Covo. Faltam pintar de modo a proporcionar alguma segurança.
Assim se pode ver como é dificil transitar nestas zonas, especialmente numa altura onde tanta gente aqui nos visita, por aqui passa e que assim tão maltratados são!
A marginal de Sines, mais uma vez em obras, sem se ver fim à vista