3.06.2012

Mais uma dúvida...ou várias

Vai ser dada a chave da cidade de Santiago do Cacém a Carlos do Carmo.
Primiera dúvida:
Não se sabia que havia esta cerimónia de "chaves da cidade" em Santiago do Cacém. Há uns tempos atrás foram as medalhas, agora as chaves.
Também não sabemos o que o Carlos do Carmo tem feito por Santiago do Cacém. Não consta que seja filho da terra ou que alguma vez tenha contribuído para alguma coisa em prol de Santiago ou da região.
Outras pessoas de grande mérito que cá vieram, e que alguma coisa fizeram e nada de chaves!
Mesmo dignas personalidades que cá tem vindo, apenas levaram um pratos de barro!!
E ao que se sabe, ele vem cá cantar a troco de um generoso cachet!!
Outra dúvida é que não deixa de ser estranho que haja dinheiro para trazer cá o Carlos do Carmo, um artista de nível nacional e não haja para o Festival Terras sem Sombra, que vai levar a cantora lírica, Maria Bayo, de nível mundial, a Sines!
Como aliás tem trazido outras pessoas e lembramo-nos de Paolo Pinamonti, Cheryl Struder, Mário Ruivo, o Príncipe Pavlos da Grécia, o Duque de Bragança e tantos outros.
E ainda tanta gente de gabarito, que vai fazendo pela região, pelo País...e nada de chaves ou medalhas.
Estranhos critérios desta Câmara e são muitas dúvidas que urgia esclarecer!

30 comentários:

Anónimo disse...

tb estranho esta cerimónia de entrega da chave da cidade ao fadista carlos do carmo, e não me lembro assim de repente o que é que este senhor tem feito pelo concelho, ou qual é a sua ligação a santiago. Será que o vitor proença antes de acabar o mandato ainda vai dar tb a chave da cidade ao jerónimo de sousa?

Anónimo disse...

Tenho imensa pena que a minha terra esteja entregue a estes comunas sem qualquer cultura e fundamentalistas nos actos...
Já que gostam tanto do António Chainho (guitarrista)...perguntem-lhe se ele acha o Carlos do Carmo merecedor da chave de Santiago, ou de qualquer outra terra...CAMBADA DE IGNORANTES...OPORTUNISTAS E MAL INFORMADOS...!!!

Anónimo disse...

A política do quero, posso e mando e a arrogância e prepotência que têm caraterizado a CDU na câmara de Santiago leva a este tipo de iniciativas. Tomam as decisões que querem, quando lhes dá na cabeça,e não explicam nada às populações, e por isso ninguém sabe quais os critérios que estão em cima da mesa para se ir dar a chave da cidade ao Carlos do Carmo, e porque é este tipo de iniciativa não foi já feita noutras ocasiões, e se bem me lembro já tivemos em Santiago presidentes da república, ministros, primeiros-ministros, e muitas personalidades de grande valor ligadas à cultura ou mesmo estes do post. Acho que Santiago está a ir por maus caminhos, e para além de uma gestão ruinosa e do estado caótico que o concelho se transformou, agora parece estarem a querer dar medalhas a gente que de uma ou outra forma é militante ou simpatiza com o PCP, independentemente de nunca terem feito a ponta de um corno pelo concelho.
Porque é que o Proença não deu a chave da cidade à Aurea, que nasceu cá?
Porque é que o Proença não deu a chave da cidade ao João Pedro Pais, que também tem uma ligação muito forte a Santiago.
Isto só para dar alguns exemplos, porque havia muito boa gente que tem feito mais pelo concelho do que o Carlos do Carmo (esse só cá vem para mamar um cachet chorudo), e nunca uma simples medalha de mérito tiveram direito. Haja vergonha! Infelizmente, Proença e companhia já perderam completamente a noção do rídiculo e estão a ser os grandes coveiros do concelho.

Anónimo disse...

Para mim trata-se de mais uma bizarria de fim de mandato do Vitor Proença. Neste momento só faz o que lhe dá na gana. Nem o Comité Central o segura.

António Branco Almeida disse...

Não fôra o ego de Carlos do Carmo, deveria declinar; A não ser que o seu prestígio e a sua acção tenham colocado o nome de Santiago do Cacém nos mais elevados patamares de outro mundo que desconheço.

Maria José disse...

Na verdade, Santiago tornou-se a "Cuba" do Alentejo Litoral e Vítor Proença no seu "Fidel". É o que resta de um mundo em dissolução, sem peso, sem energia, sem renovação, um mundo que alimenta a máquina do PCP e despreza o futuro de Santiago do Cacém.
Tenho o máximo respeito por Carlos do Carmo, que é um artista de mérito, mas que sentido faz gastar uma verba relevante com o espectáculo e dar-lhe a chave da cidade?
Eu não participo nesta farsa e recomendo que se mantenha uma distância adequada.
Em Santiago há dois pesos e duas medidas. Chegou a altura de dizer a estes senhores, que pouco ou nada têm feito de interessante nos últimos dois anos, que devem passar a bandeira a quem saiba defender as cores da terra.

lopes disse...

Mais uma vez se assiste a uma deriva cultural, onde as acções são definidas por critérios estranhos e obscuros (partidários).
E Santiago vai perdendo...

Joaquim Sousa disse...

Miséria das misérias, não me revejo nesta gente. Têm abandonadas Cercal, Alvalade, etc. Não ligam nenhuma ao centro histórico de Santiago. A Câmara é uma panela onde só pesca o PCP. Santiaguenses, chegou a hora de deitar fora esta bota que nos oprime!!!

Anónimo disse...

A abertura do festival terras sem sombra em santiago era já uma imagem de marca do concelho e acabar com isso sem mais nem menos não deixa de ser mais um retrocesso para santiago do cacém. Penso que foi mais uma má opção da maioria comunista que tem destruido praticamente tudo o que de bom este concelho tem, porque não me parece que seja por motivos financeiros. É como este concerto com o Carlos do Carmo, isto só pode ser coisa do vitinho porque a malta nova não vai lá meter os pés de certeza, nem este fadista por muito importante que possa ser nunca fez nada por santiago para merecer a chave da cidade e ainda por cima vem cá ganhar um belo cachet pago por todos nós. Nota-se bastante que a câmara municipal está sem qualquer rumo, e com as suas contas à beira do precípicio e coitados dos que vierem a seguir a estes incompetentes.

Anónimo disse...

O querido lider Viktor Proença devia dar muitas chaves da cidade mas era aos dirigentes das colecividades de todo o concelho que todos os dias fazem das tripas coração para as aguentar, trabalhando horas a fio sem qualquer remuneração em prol das populações e não a artistas riquissimos como este Carlos do Carmo que só cá vêm para cantar a cobrar dinheiro que fica a fazer falta à cãmara para fazer ruas onde elas ainda não existem e há muitas pelo concelho fora.

Anónimo disse...

O comunismo no seu melhor.Não haverá outra pessoa ou entidade que mereça aquela distinção? De certeza que sim. Só que não são comunas ou esquerdistas. Á boa maneira do Salazar: quem não é por mim, é contra mim.

Nuno disse...

Ena pá, tantos meninos do coro!! Claro, tal como na Alemanha os fascistas não desapareceram, cá, tb não desaparecem de um dia para o outro. Não devo errar, se disser que estão acantonados nos PS's, PSD's e CDS's de triste memória. Sejam felizes, e continuem a rezar, para "que Deus Nosso Senhor nos livre do flagelo do comunismo..."
Acho ridículo (e ñ sou comuna...!)

Anónimo disse...

Tem a ver com oportunismo e, com a vaidade pessoal do ainda presidente...
É uma vergonha, para a Terra e para os que ainda gostam dela, que já são poucos.

Anónimo disse...

Nunca santiago tinha tido uma maioria comunista tão vaidosa, arrogante e incompetente como esta, que nem parecem comunistas doutrinários. O concelho está na maior miséria de que há memória, de uma ponta à outra.

Anónimo disse...

Os comunas quando alguém lhes faz frente, ou são fascistas, ou de outro qualquer partido..oS COMUNISTAS DA MINHA TERRA, são uma "raça" menor em vias de extinção, fundamentalistas e, agora até comentam dizendo: "eu nem sou comunista"...
São uns CROMOS...!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Estou muito desapontada com o facto de este ano a câmara de Santiago do Cacém não apoiar o festival terras sem sombra, porque o Dr. José António Falcão tem feito muito pelo concelho e não merecia esta desfeita. O concerto de abertura do festival era algo que dava classe e categoria ao concelho, e principalmente à cidade, e é com imensa tristeza que vejo Sines associada ao festival e Santiago a ficar de fora.

Anónimo disse...

Pensei que o Dr. Vitor Proença fosse mais amigo e defensor dos interesses de Santiago, mas após estes anos todos chego à conclusão que fez menos do que podia e devia, e agora toda a gente diz que a câmara municipal está a braços com uma dívida muito grande que pode afectar bastante o desenvolvimento do concelho nos próximos anos. Creio que é a altura certa de uma mudança política no concelho de Santiago, porque este caminho onde estamos não vai levar a lado nenhum e o concelho precisa de abrir um novo ciclo, com novas pessoas, novas ideias e outras politicas.

Anónimo disse...

Vai iniciar-se mais uma ronda de desfile de vedetas famosas no concelho de Santiago: Carlos do Carmo, nos festejos do 25deAbril, Paulo Gonzo, GNR e Chave d'Ouro na Santiagro. Com tanto artista famoso a vir a Santiago, como é que é possível que se ande a dizer por aí que a câmara está falida? A câmara está no bom caminho, queremos é festa e musica.

Nuno disse...

quem ataca e aplica esteriotipos, tipo, "são uns cromos", mas o faz sob a capa do anonimato, pode considerar-se que é cobarde. Se é cobarde, então sim, pertence a uma espécie menor, vil, sem educação, sem carácter. Aliás, reagiu, porque terá mesmo princípios fascistas, embora não o saiba, porque é inculto, porque é ignorante, porque não entende o mundo em que vive. Já terá experimentado ler, estudar, em vez de ver telenovelas, futebol, ou filmes do Rambo?

Anónimo disse...

Paulo Gonzo, GNR, Carlos do Carmo, Chave d'ouro???...são estes que dão prestígio a Santiago do Cacém??

Anónimo disse...

Ó NUNO defensor do PCO/CDU.
Você é parvo...você é que não sabe em que País vive, nem em que mundo vive. Eu tenho familiares a trabalhar na Câmara há muitos anos, que têm filhos que precisam de comer.
A Pide ao pé de vocês...não passam de "meninos de coro".
Realmente, você tem razão, os empregados que o PCP tem colocado à frente da Câmara da minha terra, não são cromos - são fundamentalistas incompetentes, de mentalidade mediocre e MAUS, como seres humanos. NÃO PRESTAM - PERCEBE, Ó NUNO.
O meu nome é Mário.

Anónimo disse...

O que é que o Carlos do Carmo fez por Santiago...!!!???
É só mais uma para o álbum de fotos do tipo que está à frente da câmara e, que vai passar a ser, a foto mais CARA do mundo...porque vai CUSTAR AO CONTRBUINTE, muitos MILHARES DE EUROS (cachet).
Enfim, se fizessem alguma coisa bem, é que era de admirar.

Anónimo disse...

Esta terra é a minha casa! Entregar as chaves da minha casa a um tipo destes??A casa de fados da Mãe dele para ser assaltada não precisou de chave. Não há um pingo de vergonha...Bando de mediocres disfarçados de politicos de meia tijela..

Susete Martins disse...

Eu tb não entendo o que é que o sr. carlos do carmo já deu a santiago para merecer as chaves da cidade! Parece-me que só vem cá cantar para levar uns bons milhares de euros e a chave da cidade ofertada pelos camaradas de partido. Parece uma homenagem do PCP a um camarada, paga com os dinheiros da câmara e dos contribuintes. Não contem comigo para isso e lamento que o dinheiro dos meus impostos sirva para pagar estas fogachadas de um presidente de cãmara fundamentalista que só tem olhos para o seu PCP.

Anónimo disse...

Esse pormenor do que ele fez à mãe, relativamente ao FAIA...continua nos segredos dos "deuses" e só alguns têm real conhecimento do que na realidade se passou...
Sou completamente contra a entrega da chave da minha Terra ao fadista.
Mas como é entregue por pessoas que não me merecem qualquer confiança ou, respeito...para mim fica sem efeito.

Anónimo disse...

-não entendo esta raiva ao Carlos do Carmo.Julgo haver aqui um equívoco. Ele não é comunista, nem nunca foi filiado no PCP.Estou bem informado a esse respeito, podem crer.

Alberto Osório

Anónimo disse...

Senhor Alberto Osório...o Carlos do Carmo é de todos os partidos, padrinho de todos/as os/as fadistas, mais recentes...O Carlos do Carmo é um "ARTISTA", o verdadeiro ARTISTA.
O que acontece é que o sr, possivelmente seu camarada, Vitor Proença, quer uma foto para o seu curriculum, junto à figura que ficará para sempre ligada ao "FADO PATRIMÓNIO MUNDIAL"...e essa foto, vai custar-NOS, no minimo 15/20.000€...mais a "CHAVE" que o senhor Carlos do Carmo só receberá se nós pagarmos para ele a receber.
É SÓ POR "ISTO", que eu acho mal.
Não tenho nada contra o Carlos do Carmo, acho até que ele é ESPERTO...!

Anónimo disse...

Sr. Presidente Camara Santiago Cacem,esclareca-me por favor:
Quem é o Sr. Carlos do Carmo para receber a chave da cidade? O que fez ele por Santiago ou por qualquer freguesia do concelho?

O museu de Alvalade vai parar....por falta de dinheiro. Diga-me o Sr. Carlos do Carmo e os outros artistas deslocam-se a Santiago de graça? O Sr dá prioridade a esses artistas que levam balurdios do que a nossa cultura não é? Parabens Sr. Presidente, é por isso que as freguesias estão como estão nomeadamente a de Alvalade. Lamentavel!

Anónimo disse...

Viva Castro Verde...

Anónimo disse...

O municipio de Santiago devia fazer também um esforço para ajudar financeiramente a construção dos lares de idosos (ALVALADE e ABELA) em curso no concelho.Praticamente é o único que não o faz na região. Se vai havendo dinheiro para pagar cachets aos Carlos do Carmo, Paulo Futre, GNR, Paulo Gonzo, grupo Chave d´Ouro, Carminho, etc, etc, porque é que não há dinheiro para ajudar as IPSS´s como outras câmaras municipais estão a fazer?
Câmara Municipal de Odemira – Partido Socialista
Apoio de um milhão e cem mil euros para a construção de vários equipamentos sociais no concelho (Odemira, Cólos, S. Luis e Milfontes)
Câmara Municipal de Aljustrel – Partido Socialista
Apoio no valor de novecentos e setenta mil euros para a construção do Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia de Aljustrel (em construção)
Câmara Municipal de Alcácer – Partido Socialista
Apoio de quatrocentos e cinquenta mil euros para a construção de vários equipamentos sociais no concelho
Câmara Municipal de Castro Verde – CDU
Apoio de quatrocentos mil euros para a construção do Lar de Idosos de Entradas e construção do Lar de Idosos de Santa Bárbara de Padrões e entregue para gestão a uma IPSS do concelho.
Câmara Municipal do Seixal – CDU
Apoio de quatro milhões de euros para a construção de vários equipamentos sociais no concelho