9.27.2011

Mais uma iniciativa do DPHADB




Do Departamento do Património Histórivo e Artístico da Diocese de Beja recebemos este anúncio:




O Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, em parceria com a Administração do Porto de Sines e o Município de Sines, promove a realização do Seminário Internacional Ultreia sobre Peregrinações, Turismo Sustentável e Desenvolvimento Regional, que terá lugar no dia 30 de Setembro de 2011, no Auditório do Porto de Sines.

Esta iniciativa encontra-se inserida no projecto internacional Ultreia (Programa Espaço Atlântico, INTERREG) e conta com a participação da Secretaria Xeral para o Turismo da Xunta de Galicia (Governo Autonómico da Galiza), do Fáilte Ireland (Turismo da Irlanda), do Conseil Géneral de la Manche (Região de La Manche, FR) e do Município de Valença.

Digna-se presidir à sessão de abertura dos trabalhos S. Ex.ª a Secretária de Estado do Turismo, Dr.ª Cecília Meireles.

Tomamos a liberdade de enviar a V. Ex.ª, em anexo, o tríptico de divulgação deste Seminário, que inclui a ficha de inscrição. A acção é gratuita e aberta a todos os interessados, mas carece de inscrição (até 28 de Setembro).

Uma vez que se trata de um encontro muito importante para o conhecimento das novas estratégias e práticas no âmbito do turismo religioso, cultural e ambiental, assim como dos mecanismos de financiamento da União Europeia para a promoção do Caminho de Santiago e de outras rotas de turismo sustentável, temos o maior gosto em convidar V. Ex.ª a associar-se a esta iniciativa.

Solicitamos igualmente o obséquio da divulgação do Seminário Internacional junto das instituições a quem o mesmo possa ser útil.

9.15.2011

Encontro "Cidades Vivas Cidades Mortas"


Divulgamos mais uma iniciativa da Liga de Amigos do Sitio Arqueológico de Miróbriga, que pretende discutira a relação entre arqueólogos, autarcas, arquitectos e outras especialidades na gestão e evolução da cidade moderna.





9.09.2011

Novamente o Alvalade Medieval

Realiza-se mais uma vez a Feira Alvalade Medieval!
Aqui está um exemplo de como um grupo de cidadãos, independente, mas com amor à sua terra, vai conseguindo realizar, ano após ano, um evento que cada vez atrai mais visitantes.
Este afluxo de visitantes significa que cada vez mais pessoas ficam a conhecer Alvalade, que lá gastam dinheiro e que transmitem a outros o que é este evento.
Este evento tem, entre outras, duas vertentes que são fundamentais: gera algum retorno financeiro para Alvalade e motivador de um crescente amor próprio dos alvaladenses pela sua terra!
Aqui está o programa:
http://alvalademedieval.no.sapo.pt/