5.23.2011

Algumas questões

No passado Sábado a CMSC inaugurou as obras no Centro Histórico.
Com solavancos, indecisões, erros, lá foi aberta ao publico mais esta realização municipal.
Não iremos comentar os projectos, mas sobre a sua utilização é que as pessoas devem reflectir!
Ainda antes da abertura, já varios candeeiros tinham sido vandalizados, o que levanta logo um problema que estas obras não resolveram: a desertificação do centro histórico, a falta de pessoas e de actividades, a propria indecisão sobre a utilização no novo jardim da Tapada, a falta de uma política do património, a bem intencionada, mas de fraca qualidade, equipa de projecto, etc.
Obviamente que, na pagina oficial da CMSC, lá apreceram grandes fotografias e mais alguns momentos de propaganda.
Mas o que nos chamou a atenção foi o anuncio que, para a antiga Central Eléctrica iria um ATL, da Cooperativa Espiga.
Alguimas questões se colocam acerca da politica de cedência de espaços que o município vem fazendo.
Recordamo-nos do antigo Liceu, cheio de gente:
advogados, arquitectos, jornais, escolas de voo, aulas de pintura, sindicatos, escolas de musica, etc. Na antiga escola do Vale Matanças, estão árbitros de futebol (são 5? 7? 8?), e radio amadores, nas antigas escolas do concelhos associações várias, ainda temos a Associação Cultural (que actividade tem?) junto da Sociedade Harmonia, na antiga Escola Primária, foi feito um concurso para um ATL (apesar de já estarem a decorrer obras?!!), num período de tempo tão curto, que quase parecia feito á medida, como "à medida" se prepara a "cedência" para o primeiro andar do mercado municipal.
Apesar de considerarmos que o papel da Câmara Municipal é, exactamente, auxiliar e ceder espaços, dos muitos que tem, onde estão os critérios para atribuição destes espaços, os concurso, os protocolos (que deveriam ser publicos), qual o custo da manutenção e gestão destes espaços?
Nem todos os usufrutuários são iguais.
Existe quem ganhe, e muito, dinheiro, sem fazer o devido retorno à CMSC.
Voltando à antiga Central Eléctrica, que concurso foi feito para esta cooperativa? E para onde vão as bandas que lá ensaiavam? E quem paga a electricidade? E a manutenção?
Achamos que nunca vamos ter respostas a estas questões.

15 comentários:

SOMUSICA disse...

A zona a que refere vai continuar a ser vandalizada...porque não há segurança e a Câmara só tem dinheiro para eventos que lhe tragam alguma garantia eleitoral...
Esta Câmara tem um professor de guitarra que é também construtor de violas e guitarras portuguesas, com o qual podia fazer uma oficina para aliciar gente jovem para aprender essa arte tão invulgar...poderia até dar o nome de Guitarras "santiago", ou violas e guitarras da marca "miróbriga"...enfim, como são só empregados do PCP, não têm mais nada a ver com esta Terra e são incompetentes e mediocres, NÃO VÃO APROVEITAR UMA OPORTUNIDADE DESTAS...QUE SERIA UMA MAIS VALIA INCALCULÁVEL PARA O CONCELHO DE SANTIAGO DO CACÉM...A CENTRAL ELÉCTRICA ERA UM LOCAL IDEAL PARA FAZER ESSA OFICINA/ESCOLA DA GUITARRA E VIOLA PORTUGUESAS...

Anónimo disse...

Infelizmente a gestão comunista tem sido caracterizada mais por acções desgarradas, muitas vezes mal pensadas e pior executadas como acontece neste caso porque as politicas de recuperação dos centros históricos têm que ser pensadas para o espaço fisico e para a sua revitalização. O centro histórico de Santiago está cadáver há muito tempo, e não serão apenas estas obras que o vão ressuscitar mas o povo gosta disto assim.

lopes disse...

Vergonhoso.
Se lermos a noticia na Radio Sines, ainda vão estudar, mas afinal já está decidido.
É a esta gente que estamos entregues, negociatas para amigos, sem critério, sem justiça.
A Câmara devia justificar-se disto!!
http://www.radiosines.com/info/noticias2.php?id=376

Anónimo disse...

Está provado que o poder prolongado em politica "corrompe".
As mentes, principalmente na nossa cultura, têm tendencia conservadora.
Para muitos a mexicanização do poder no Concelho de Santiago está instalada.
O que acontece muitas vezes é que não se consegue criar coisas novas. Mesmo que se queira criar passa tudo pelo "crivo" do patrão e o que acontece é que as pessoas ou juntam-se a "eles" ou perdem a vontade de realizar qualquer coisa de útil.
Lamentavelmente, com a situação instalada, os que poderiam novas "coisas" estão sempre "cortados" com o poder mandante e desistem não se querendo "queimar".
Toda a gente sabe que a maioria das pessoas não gosta das "actuações" do VP, mas o endeusamento que a máquina de propaganda lhe dá torna-o em deus para os boçais do Concelho.
Agora é uma boa oportunidade de apear a máquina que está montada, com a mudança das figuras.

Anónimo disse...

Já se sabe o que vai continuar a acontecer se não houver segurança com câmaras de filmar ou através das entidades pagas para isso...e se não houver manutenção...
O Centro histórico de Santiago precisava de alguém que soubesse o que está a fazer...um independente COMPETENTE...assim gastou-se o dinheiro e pouco se alterou...até colocaram um contentor a fazer de WC...uma coisa igual à que se põe para os trabalhadores das obras...
ENFIM, INCOMPETENTES, COM MAU GOSTO...
Não sabia da história que é aqui contada por um/a comentador/a sobre a hipótese de se fabricarem com uma marca do concelho, violas e guitarras portuguesas, em Santiago...É mais uma falta de visão dos responsáveis camarários que têm as prioridades limitadas pelos interesses do PCP...
O POVO QUE DECIDA...!

Anónimo disse...

Mas mais uma vez, não aparece ninguém e eles lá vão comprando as pessoas com estas festas, cedencia de espaços, concertos.
Independentes, apareçam!

Anónimo disse...

Ontem já era tarde para se fazer uma lista de gente boa desta terra para de uma vez por todas se travar esta gente que desmanda na câmara e disbarata meios sem critérios credíveis que assegurem o futuro da nossa terra e das nossas freguesias.
Nunca se viu tanta incompetência e tanta vaidade à frente da câmara municipal como salta à vista actualmente.

B Varela disse...

Voltando a esta questão das listas e do confronto com o actual executivo camarário, gostaria de saber o que impede as forças politicas locais, da oposição, a apresentarem candidatos independentes, para não serem sempre a mesma tralha ou a coligarem-se?
Com esta atitude apenas reforçam os que lá estão!

Anónimo disse...

Onde é que anda a oposição e porque é que as rádios e os jornais da região nunca falam destas coisas?

Anónimo disse...

Ao anónimo das 4:40
-Quem suporta financeiramente a Miróbriga é a Câmara.
- O jornal Litoral Alentejano está á borla nas instalações da Câmara.
- O jornal o Leme está subjugado á Junta de Freguesia de Santa André.
Como quer que "haja ondas"?

Anónimo disse...

A Câmara Municipal, em vez de ter recuperado os edificios dos quais é proprietária no Centro Histórico, dando assim o exemplo resolveu então intervir no espaço público.
Será que os turistas se vão deslocar a Santiago só para ver as novas ruas em calçada.

Desde sempre que faz falta uma politica de planeamento para o Cantro Histórico.

Os turistas visitam-nos e não encontram uma esplanada, um restaurante uma loja de souvenirs, enfim já para não falar no Castelo que já poderia não estar a servir de Cemitério.

E agora com as OBRAS INAUGURADAS CONTINUAM AS RUAS ESBURACADAS, VEJAMOS O CASO DO ACESSO ÀS ROMEIRINHAS (ESTRADA DE VALE MATANÇAS) QUE TODAS AS SEMANAS RECEBE REMENDOS DE ALCATRÃO)

E um dos principais acessos ao concelho (Estrada de Santa Cruz) que mais parece um caminho de cabras e que tão cedo não vai ser arranjada.

Por favor senhores politicos, já chega de incompetência, trabalhem para o bem estar da população e pelo menos arranjem as estradas e ruas, é o minimo que vos pedimos.

Ermidense disse...

Informo que o Cine-Teatro Vitória em Ermidas Sado continua em ruínas e aguarda que a CM cumpra a promessa que fez aos ermidenses, de recuperar o edificio para ermidenses.

Anónimo disse...

Ao anónimo das 11:33
Esse pedido não pode ser feito aos comunistas que estão na câmara há 37 anos...Já tiveram muito tempo para mostrar de que lado estão...ESTÃO DO LADO DO PATRÃO, O PCP...nunca estiveram do lado do Povo, nem sequer da Terra que representam...
TÊM-SE UTILIZADO DO POVO E DA TERRA PARA CONSEGUIREM OS SEUS OBJECTIVOS MERAMENTE POLITICOS, PESSOAIS E PARTIDÁRIOS.
ESTA GENTE NÃO PRESTA...
ANDO A DIZER ISTO HÁ MAIS DE 30 ANOS...!

de cá disse...

Ao Ermidense
Gostaria de lhe perguntar, e aos restantes Ermidenses, se já tem orçamentos, projectos, plano de utilização e gestão do espaço, programas culturais?
É facil pedir mas depois o resto já é mais complicado. Veja-se a gestão desastrosa do Auditório António Chainho: uma cara sala de cinema e de programação cultural pouco mais que zero.
já irrita os Ermidenses pedirem mas nada fazerem para mudar a situação!

Anónimo disse...

O anónimo das 11.33 anda a dormir ou então é muito distraído. Então o amigo não vê que a CDU elege marionetas em vez de autarcas com ideias próprias? Quem manda em Santiago é o PCP e as orientações da sede na Soeiro Pereira Gomes, este executivo são meros peões de brega que têm ordens do partido para cumprir.
Oh amigo ermidense, mas você ainda acredita que o cine-teatro alguma vez vai ser arranjado por esta câmara? O amigo não vê que se eles o quisessem arranjar já o tinham feito à muito tempo? Isso é para cair até ao fim e por o que vi nas últimas festas de Stª Maria já não falta muito.