9.30.2010

Girafas no Alentejo???

Pedimos desculpa pela má qualidade das fotografias, mas a surpresa e o pasmo de vermos esta decoração no autocarro da Câmara Municipal de Santiago foi tão grande que não se conseguiu uma melhor qualidade.
O mau gosto ao serviço camarário.
As nossas desculpas pelas fotografias...e pelo mau gosto da decoração!





9.14.2010

Alvalade e as comemorações do Foral

Nos próximos dias 17, 18, 19 e 20 de Setembro realiza-se em Alvalade (vila histórica do concelho de Santiago do Cacém), mais uma edição do "Alvalade Medieval".
Este ano, de forma muito especial visto tratar-se das Comemorações dos 500 anos sobre a atribuição do Foral, pelo Rei D. Manuel I, em Santarém aos 20 de Setembro do Ano de 1510. Com este documento, concedia-se a Alvalade e ao seu Concelho, importantes regalias administrativas, regularizando a vida local, nomeadamente na área fiscal e de transação de bens e mercadorias.
Desde a recuperação e recolocação do pelourinho, pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém, em 20 de Setembro de 2000, esta data tem sido celebrada de forma intensa pelos Alvaladenses. A realização da Feira Medieval, tem vindo a contribuir para o desenvolvimento da Vila de Alvalade contando-se por largos milhares os visitantes que anualmente acorrem à nossa terra para assistirem ao evento. Este ano, mais uma vez tudo está a postos para receber todos os que nos venham visitar. De realçar que no dia 20 de Setembro – 2ª feira – será celebrada a data histórica dos 500 anos do Foral.
Para além da participação das crianças e jovens do Agrupamento de Escolas, com lançamento de balões com mensagens alusivas à efeméride, terá lugar pelas 19.30h, no Salão da Casa do Povo, uma Sessão Solene evocativa, que contará, entre outros convidados, com a presença de S.A.R. Dom Duarte Pio, Duque de Bragança que se associa às celebrações dos 500 anos do foral manuelino de Alvalade. Seguidamente será descerrado na frontaria do edifício dos antigos Paços do Concelho, um painel de azulejos, que lembrará no futuro esta data importante. Segue-se um repasto, oferecido aos convidados e população que nos visita neste dia.
Depois será a vez da animação, na Praça D. Manuel I, pela empresa Vivarte e a terminar as comemorações um vistoso fogo de artifício da responsabilidade da "Pirotecnia Minhota", a mesma empresa que participou na sessão de fogo de artifício lançado no final do ano, na ilha da Madeira.De notar que a entrada neste dia no recinto e a assistência ao repasto e à animação, na Praça D. Manuel I, bem como o espectáculo de fogo de artifício, serão inteiramente gratuítos.

Para outras informações sobre o programa do evento, por favor aceder à página oficial das festas em http://alvalademedieval.no.sapo.pt

9.01.2010

Será que é desta?

A construção efectiva do Itinerário Principal (IP) 8, entre Sines e Beja, com perfil de auto-estrada e portagens, num investimento de 257 milhões de euros, já começou, prevendo-se que a via abra ao tráfego em 2012.
O IP8 (A26) entre Sines e Beja, cuja construção está incluída na concessão rodoviária Baixo Alentejo, adjudicada à Estradas da Planície, vai ter 95 quilómetros, em perfil de auto-estrada e portagens entre Santiago do Cacém e Beja.
A partir de Beja e até Vila Verde de Ficalho, o IP8 vai ter características de um IP, mas não de uma auto-estrada, uma decisão contestada por autarcas locais e que motivou a criação de uma comissão de utentes, que exige "a construção do IP8 entre Sines e Espanha com características de auto-estrada e sem amputações, nem remendos".
A primeira empreitada do IP8, que quando entrar em funcionamento será denominada de auto-estrada 26 (A26), relativa ao lanço A - Nó de Roncão (IC33)/Nó de Grândola Sul (IP1), arrancou ontem, num investimento superior a 68 milhões de euros, disse hoje à agência Lusa fonte da concessionária Estradas da Planície.
A obra deverá durar 17 meses e o lanço A, com 23,2 quilómetros, deverá entrar ao serviço a 31 de Janeiro de 2012.
A empreitada do lanço A tinha sido lançada a 31 de Julho de 2009, mas só foram efectuados trabalhos preliminares, tendo as obras efectivas arrancado ontem, após o Tribunal de Contas ter atribuído, em Julho, o visto prévio ao contrato da concessão rodoviária Baixo Alentejo, que inclui a construção do IP8 (A26) entre Sines e Beja, explicou a fonte.
A recusa inicial do Tribunal de Contas em atribuir o visto prévio ao contrato "teve efectivamente implicações na calendarização inicialmente prevista, embora apenas nalguns prazos parciais", frisou a fonte.
"As datas principais de conclusão da execução dos trabalhos de construção permanecem inalteradas, no prazo contratado de 36 meses, sem derrapagens nos custos", garantiu.
Segundo a fonte, as obras dos lanços B - Nó Grândola Sul (IP1)/Ferreira do Alentejo e C - Ferreira do Alentejo/Beja, deverão arrancar no próximo dia 30 de Setembro e durar 16 meses cada, prevendo-se que ambos os troços entrem ao serviço a 31 de Janeiro de 2012.
A construção do lanço B, com 26,4 quilómetros, vai custar 90,3 milhões de euros e a do lanço C, com 18,6 quilómetros, 49,3 milhões de euros.
As obras do lanço D, que inclui os sublanços D1 - Sines/Nó de Relvas Verdes, com 11,2 quilómetros, e o D2 - Nó de Relvas Verdes/Nó de Roncão (IC33), com 16,2 quilómetros, vão custar 49,2 milhões de euros.
As obras do sublanço D1 arrancaram ontem e deverão durar 13 meses, prevendo-se que o troço entre ao serviço a 30 de Setembro de 2011.
A construção do sublanço D2 deverá arrancar a 31 de Outubro e durar 15 meses, prevendo-se que o troço entre ao serviço a 31 de Janeiro de 2012

Algumas perguntas....

...dirigidas às Câmaras Municipais do Litoral:
Em poucas palavras....qual a vossa estratégia?...como posicionam o vosso concelho...qual o papel ou o lugar que ele deverá ter, ocupar, estar?
Daqui a 10, como deverá estar, ser conhecido, evoluido....qual a "marca"?




Acho que não tem resposta.....