6.15.2010

Câmara Municipal de Sines aprovou parecer desfavorável a plano regional (PROTAL)

O executivo municipal de Sines, na sua última reunião, aprovou um parecer desfavorável às linhas orientadoras do Plano Regional de Ordenamento do Território (PROT) do Alentejo, alegando que "matérias fundamentais" invocadas pela autarquia no período de discussão pública "não foram acolhidas".
A câmara sustenta que não são perceptíveis "as justificações técnicas ou científicas que recomendam e fundamentam a delimitação da faixa de protecção da zona costeira e respectiva regulamentação" e que os "planos meramente reguladores do uso solo", por serem "demasiado restritivos", se revelaram "ineficazes por não integrarem factores de sustentabilidade para o território do concelho".
O turismo apresenta-se, para os autarcas de Sines, como uma "oportunidade" para relançar os espaços rurais, que se encontram em "declínio", e neste sentido pedem aos promotores do PROT que "seja avaliada a admissão de dois novos núcleos de desenvolvimento turístico", um em torno da barragem de Morgavel e outro entre a serra e o limite sul do concelho. Ambas as soluções propostas, acrescentam os autarcas, "salvaguardam os princípios conservacionistas".

3 comentários:

Anónimo disse...

Por vontade do autarca de Sines, a faixa litoral do seu concelho ficaria melhor pintada de cinzento, a côr do betão. Depois da poluição, vinha também o betão para dar cabo do que falta estragar.

lopes disse...

Caro anónimo
Haver algum turismo em Sines até nem acho mal...antes turismo de qualidade as coisas más que existem.
Mas falar em betão é falar em Grândola e no Carlos Beato...esse é que gostaria de betonar tudo...agora é o Pinheiro da Cruz!

Anónimo disse...

Ó Lopes, tu não gostas nada do Beato...mas acredita...ele é que está certo...

Em Santiago, precisávamos de um Beato, em cada Junta de Freguesia, mesmo assim, demorariamos várias décadas para LIMPAR A MERDA QUE A CDU/PCP, FEZ, NO CONCELHO, DURANTE OS ÚLTIMOS 36 ANOS...