6.08.2010

Algumas praias do Alentejo...entre o bom e o mau....







5 comentários:

Anónimo disse...

Deus dá nozes a quem não tem dentes. Se esta região fosse administrada por pessoas competentes e com um bocado de inteligência outro galo cantaria porque é uma região de potencial unico em muitas vertentes. Infelizmente isso não se verifica e é raro o ano que faço umas visitas com amigos e familiares que por vezes ficam chocados com certas situações ao longo da costa do litoral alentejano, ja para não falar do que está dentro das povoações em que certo desleixo e mau gosto são verdadeiras aberrações urbanisticas

Oxente Lusitano disse...

É a pura verdade, vou sempre ao Alentejo, a algumas pequenas Aldeias e vilas esquecidas. Vila Nova de Milfontes é sempre um lugar que gostamos de ir, e vejo o descaso. Odemira fica com investimentos desnecessários que deveriam ser empregados em Milfontes e outras praias da região. Não se tem médicos suficientes, as pessoas para urgência vão para Odemira, para um parto vão para Beja. Uma hora de carro? e possante! São tantas crianças que nascem pelo caminho. Não há atracções nos feriados, festas de fim de ano e nos Verões, cada vez mas temos menos pessoas na cidade, no verão nas proximidades do parque de campismo ninguém aguenta o mal cheiro, do lixo com restos de peixe que apodrecem no calor. Amo o meu Alentejo. Estradas cheias de crateras, obras que nunca chegam. Até já mordi a língua numa caminho de Porto Covo para Sines, de tanto buraco que tinha ali. Putz!Gostaria que as coisas fossem diferentes.

Anónimo disse...

Subscrevo o comentário das 5.06. E com bastante pena mas temos apenas o que merecemos, porque se a região tem sido administrada por gente que apenas está interessada em cumprir os objectivos dos partidos, a culpa é nossa como eleitores que permitimos isso e que a região seja ainda o que é com tanta coisa mal feita ou por fazer como salta à vista de toda a gente.

Anónimo disse...

infelzmente continuamos sem ter autarcas capazes de aproveitar as belezas naturais da região

Anónimo disse...

Há muitos anos que não ia à Costa de André.
Vou levar muitos mais a voltar!