4.16.2009

Seminário "Santo André - Uma cidade para a Indústria"




A Ordem dos Arquitectos-Secção Regional Sul organiza um seminário e uma visita guiada sobre o urbanismo de Santo André, a 18 de Abril.

O seminário (9h-13h) tem lugar nas instalações do Instituto Piaget de Santo André e prevê conferências de:

Guilherme Câncio Martins (10h – O complexo portuário industrial de Sines)

Francisco Silva Dias (10h45 – O plano de urbanização)

Luís Vassalo Rosa (11h45 – Terceira fase do plano), com moderação de Michel Toussaint.


Ás 15h30 inicia-se uma visita guiada a Vila Nova de Santo André pelos arquitectos Francisco Silva Dias e Michel Toussaint. A iniciativa pretende debater um «exemplo com relevância no urbanismo português dos anos 70 do século XX», a intervenção arquitectónica e urbanística com papel decisivo em Santo André. No centro do debate estão o desenvolvimento urbano da vila, os conceitos fundamentais que contribuíram para o seu crescimento e a troca de ideias entre profissionais de áreas diferentes que influenciam o urbanismo. O Conselho Regional de Admissão deliberou atribuir um crédito à participação no seminário e um crédito à participação na visita guiada para efeitos de formação obrigatória em temáticas opcionais

Segue-se o programa do próximo dia 18 de Abril «Santo André – Uma cidade para a Indústria»

9h - Recepção Participantes

9,30h - Abertura Sessão Arquitecto José Manuel Rodrigues, Ordem dos Arquitectos-Secção Regional Sul e Victor Proença, presidente da Câmara de Santiago do Cacém

10h – Arquitecto Guilherme Câncio Martins - O Complexo Portuário Industrial de Sines

10h45 – Arquitecto Francisco Silva Dias - O Plano de Urbanização

11h30 – Pausa para café

11h45 – Arquitecto Luís Vassalo Rosa - A terceira fase do plano. Moderador – Arquitecto Michel Toussaint

Convidados - Núcleo do Litoral Alentejano, Administração do Porto de Sines e Junta de Freguesia de Santo de André

Local: Conferência no Instituto Piaget de Santo André e visita a Vila Nova de Santo André Instituto Piaget de Santo André (ao lado do Hotel Vila Parque) - Campus Universitário de Santo André, Apartado 38 Tel. 269 708 710

3 comentários:

Estação de Sines disse...

(na impossibilidade de enviar via mail, utilizo este espaço para lhe solicitar a seguinte publicação. obrigado)


No blogue estação de sines, estamos a recolher assinatura para que o músico siniense Rui Vinagre, consagrado internacionalmente, faça parte do elenco do FMM 2009.
Assim pedimos-te que subscrevas a referida petição, basta, indicares o teu nome, localidade de residência, mail ou n.º BI:

- respondendo a este mail dizendo que pretendes subscrever a petição

- acederes a http://estacaodesines.blogspot.com/2009/04/peticao-por-rui-vinagre-no-fmm-2009_19.html e nos cometários manifestares a tua intenção de subscreveres a petição

- aceder ao blogue www.estacaodesines.blogspot.com e no post respectivo, manifestares a tua intenção de sunscreveres a petição.


Subscreve e divulga

video de Rui Vinagre no youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=V6C2VDP2lb4

Anónimo disse...

É importante discutir Santo André? Concerteza que sim. Mas não será também importante discutir a relação da sede do concelho com as freguesias rurais? O que se passa em Santiago é uma concentração de investimentos brutal na sede do concelho e em Santo André e um fosso cada vez maior entre estas duas cidades e as freguesias rurais em quase todas as áreas. Mas isso ninguém quer discutir. Este concelho está cada vez mais desiquilibrado. Um exemplo disso são as polticas culturais e respectivos equipamentos. Mas há outros, como a requalificação urbana. Para as duas cidades do concelho há projectos, há candidaturas, mas nas freguesias não se faz nada planificado. O próximo executivo em Santiago tem que repensar a relação da sede do concelho com o mundo rural. Tem que haver uma aproximação no que diz respeito à qualidade de vida entre os habitantes das freguesias rurais e os habitantes das duas cidades do concelho. Caso contrário continuaremos a ter habitantes de primeira e de segunda como já acontece. Abaixo a CDU!

Anónimo disse...

Tenho vindo a achar este belo e raro blog da região a perder gaz ao longo destes últimos meses. É pena porque muita gente o conhece e se não tem posts novos vai pedendo visitantes com o tempo.