4.16.2009

Seminário "Santo André - Uma cidade para a Indústria"




A Ordem dos Arquitectos-Secção Regional Sul organiza um seminário e uma visita guiada sobre o urbanismo de Santo André, a 18 de Abril.

O seminário (9h-13h) tem lugar nas instalações do Instituto Piaget de Santo André e prevê conferências de:

Guilherme Câncio Martins (10h – O complexo portuário industrial de Sines)

Francisco Silva Dias (10h45 – O plano de urbanização)

Luís Vassalo Rosa (11h45 – Terceira fase do plano), com moderação de Michel Toussaint.


Ás 15h30 inicia-se uma visita guiada a Vila Nova de Santo André pelos arquitectos Francisco Silva Dias e Michel Toussaint. A iniciativa pretende debater um «exemplo com relevância no urbanismo português dos anos 70 do século XX», a intervenção arquitectónica e urbanística com papel decisivo em Santo André. No centro do debate estão o desenvolvimento urbano da vila, os conceitos fundamentais que contribuíram para o seu crescimento e a troca de ideias entre profissionais de áreas diferentes que influenciam o urbanismo. O Conselho Regional de Admissão deliberou atribuir um crédito à participação no seminário e um crédito à participação na visita guiada para efeitos de formação obrigatória em temáticas opcionais

Segue-se o programa do próximo dia 18 de Abril «Santo André – Uma cidade para a Indústria»

9h - Recepção Participantes

9,30h - Abertura Sessão Arquitecto José Manuel Rodrigues, Ordem dos Arquitectos-Secção Regional Sul e Victor Proença, presidente da Câmara de Santiago do Cacém

10h – Arquitecto Guilherme Câncio Martins - O Complexo Portuário Industrial de Sines

10h45 – Arquitecto Francisco Silva Dias - O Plano de Urbanização

11h30 – Pausa para café

11h45 – Arquitecto Luís Vassalo Rosa - A terceira fase do plano. Moderador – Arquitecto Michel Toussaint

Convidados - Núcleo do Litoral Alentejano, Administração do Porto de Sines e Junta de Freguesia de Santo de André

Local: Conferência no Instituto Piaget de Santo André e visita a Vila Nova de Santo André Instituto Piaget de Santo André (ao lado do Hotel Vila Parque) - Campus Universitário de Santo André, Apartado 38 Tel. 269 708 710

Dia Internacional de Monumentos e Sítios no Alentejo Litoral

Junto divulgamos as inciativas previstas para o Alentejo Litoral.

Mais detalhes em http://www.igespar.pt/DIMS/


Lousal http://www.igespar.pt/DIMS/Programa/Lousal.pdf


Odemira http://www.igespar.pt/DIMS/Programa/Odemira.pdf


Santiago do Cacém http://www.igespar.pt/DIMS/Programa/SantiagoCACEM.pdf

4.09.2009

Uma Boa Páscoa...

....com algumas sugestões de visita:



S. Luis, Concelho de Odemira

Praia de Morgavel, Concelho de Sines




Ruinas romanas de Miróbriga, Concelho de Santiago do Cacém






4.06.2009

Notícias curiosas!

Dos "media" locais retiramos, com a devida vénia, estas duas noticias:
Reserva Natural do Estuário do Sado: Autarca de Grândola é o novo Presidente.
Paulo do Carmo, actual vereador do Município de Grândola com o pelouro do Ambiente, foi nomeado, por unanimidade, Presidente do Conselho Estratégico da Reserva Natural do Estuário do Sado (RNES), recentemente.
Este Conselho é um órgão do Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade, que tem como objectivos contribuir para o aprofundamento do conhecimento das necessidades em matéria de conservação da natureza da área protegida em causa.
Este organismo tem também como objectivo formular propostas de solução para os problemas identificados e promover a discussão ao nível local dos problemas que afectem a RNES.Os Municípios de Setúbal, Palmela, Alcácer do Sal, Grândola integram o Conselho Estratégico da RNES.
Outros organismos que fazem parte do Conselho são a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo e de Lisboa e Vale do Tejo; Instituto Nacional dos Recursos Biológicos; Turismo de Portugal; Capitania do Porto de Setúbal; Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S.A, entre outros organismos.
e

Manuel Coelho eleito presidente do Conselho Estratégico do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
O presidente da Câmara Municipal de Sines, Manuel Coelho, foi dia 31 de Março, eleito presidente do Conselho Estratégico (CE) do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (PNSACV), em reunião do próprio órgão, realizada em Odemira.
O CE do PNSAVC é um órgão consultivo do Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB), cabendo-lhe apreciar as propostas de planos e os programas anuais e plurianuais de gestão e investimento com incidência no parque, apreciar os relatórios anuais e plurianuais de actividades, apreciar relatórios científicos e culturais sobre o estado do parque natural e apreciar e dar parecer sobre qualquer outro assunto com interesse para o PNSAVC.O órgão é composto por um representante do ICNB, representantes designados pelas instituições científicas e especialistas de mérito comprovado nos domínios da conservação da natureza e da biodiversidade e representantes designados pelos serviços da administração central, câmara municipais, juntas de freguesia e organizações não governamentais de ambiente.

Estranho!
Algo estará a mudar?
Mais betão nas paisagens protegidas?
Ou uma maior consciencialização das autarquias?
A ver vamos....

Autárquicas III

Algumas noticias soltas:

Apresentado candidato do PS em Odemira:
A concelhia do Partido Socialista de Odemira apresentou via internet o candidato à Câmara. O PS não pediu a deslocação de ninguém mas convidou a população a aceder à página www.sempreporodemira.com. Conforme foi revelado pela Rádio Pax, José Alberto Guerreiro é o candidato do PS à Câmara de Odemira. José Alberto Guerreiro é casado e tem dois filhos. Aos 45 anos de idade o Vice-presidente da Câmara de Odemira avança com a candidatura à presidência da autarquia presidida por António Camilo.
Será que se zangaram...será que são as acusações que pairam sobre António Camilo...e os restantes partidos?

Intenções programáticas do PS em Santiago do Cacém:
Arnaldo Frade, candidato do Partido Socialista (PS) à Câmara Municipal de Santiago do Cacém, acha que é necessário haver “um esforço maior” para promover a “complementaridade e a coesão” dentro do concelho. De acordo com o candidato socialista, é necessário olhar para o território do ponto de vista da “coesão” e não das “clivagens internas”, pelo que há que fazer com que as “pessoas residentes no concelho se sintam bem a viver em Santiago do Cacém e noutras freguesias”.
“Há que alterar a forma como o próprio território se organiza”, salienta Arnaldo Frade, de modo a reforçar o seu ponto de vista sobre a actual gestão municipal. Para o candidato do PS, a gestão da CDU “não é, globalmente, positiva”, uma vez que existem apenas “algumas intervenções locais a registar, como a inauguração do novo auditório municipal”.
“A visão redutora e radical marca a actual gestão autárquica da CDU”, diz Vítor Ramalho, que faz questão de afirmar também que “a CDU tende a atribuir tudo o que está mal feito ao Governo”, não sendo, por isso, a forma mais “correcta de posicionar a câmara de Santiago do Cacém”. Na opinião do presidente da distrital do PS, Arnaldo Frade é um homem “com uma grande experiência autárquica” e possui “uma enorme sensibilidade para o emprego e para os problemas sociais em geral”.
Para Arnaldo Frade, este desafio foi aceite “numa lógica de estar à frente de um projecto em tudo galvanizador”, que “aposta forte na educação e na qualificação das pessoas do concelho”. Sobre a candidatura de Carlos Pereira Dias, pelo PSD, à Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Arnaldo Frade declara que o candidato social-democrata tem “participado activamente na política local” e que, apesar de os seus projectos políticos serem “distintos”, o relacionamento entre ambos é “excelente”.
De destacar a "grande (??????) experiencia autárquica" de Frade e a piscadela de olho ao PSD.