3.20.2009

Autárquicas II

Bom...afinal Santiago do Cacém já tem candidatos: o PSD apresenta o histórico Pereira Dias e o PS apresenta o líder da concelhia Arnaldo Frade.
Continua o silêncio em Odemira.

17 comentários:

Anónimo disse...

A qualidade dos candidatos em Santiago está cada vez mais por baixo e o nível não anda muito longe do pessoal que está à frente da cãmara, que triste sina nos havia de calhar. Mal por mal, ao menos que sejam eleitos gente nossa, cá nascida, e não paraquedistas que apareceram aqui sem mais nem menos.

Anónimo disse...

Agora é que é, com este pessoal do ps e do psd é que Santiago do Cacém vai dar o salto. Maravilha de candidatos!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Precisam-se equipas com gente nova para as próximas eleições, caso contrário vamos continuar a marcar passo e a acumular atrasos atrás de atrasos. Santiago por exemplo, tem perdido centralidade por exemplo na cultura e no turismo cultural para Alcácer do Sal e Sines.

forasteiro disse...

Gente nova precisa-se, estou de acordo! Mas é com este frade capuchinho que vêm ideias novas?
Que frustação!

Anónimo disse...

A última equipa do PS liderada pelo Cascão não era má e a meu ver era até superior a este equipa da CDU, mas vamos ver quem são as pessoas que o Frade vai levar a votos com ele. No PSD piorou. Tanto o Zé Campos como o Pedro do Ó era candidatos mais capacitados do que o Pereira. No Bloco está-se ainda por saber se o João Madeira repete a candidatura assim como no CDP/PP se a Filomena vai outra vez a votos, mas apenas o Bloco tem hipotese de aumentar eleitorado já que a Filomena ainda arrisca a perder os poucos votos que tem tido.

Anónimo disse...

Será muito difícil fazer pior do que o PC fez nestes últimos 30 anos, muito difícil mesmo.
Todos sabemos que todos os partidos, excepto o PC, não estão sujeitos à disciplina partidária nas autarquias. Logo, esta é mais uma oportunidade para dizermos não a esse s senhores auto-intitulados de democráticos.

Anónimo disse...

Muito surpreende que a CDU ainda não tenha apresentado o cabeça de lista em Santiago, ao contrário do que já fez o PSD e o PS. Será caso que há dúvidas sobre o Victor Porença na concelhia como tem circulado ainda que muito em surdina? Bem, e lá vamos ter José Ferro, independente candidato à junta de freguesia de Santo André.

Anónimo disse...

Temos que reconhecer que em 30 anos a CDU fez muita obra, também se não fizesse!!!!!!!!! Agora o que eu acho é que este projecto da CDU está esgotado há muito tempo e que era bom haver alternância política na câmara, mas muito sinceramente olho para os candidatos que têm aparecido e não estou a ver nada de extraordinário que leve a população a votar neles massivamente e derrotar a CDU. Creio até que fazia falta uma coligação em Santiago entre o PS e o PSD, que me parece com potencialidades para levar Santiago a outro patamar.

Anónimo disse...

Há comunistas que não gostam do Proença mas têm medo de o dizer nos locais certos, só mesmo em voz muito baixinha lá o vão chamando de populista, vaidoso e arrogante.

Anónimo disse...

À semelhança de Sines, faziam falta listas independentes candidatas a Santiago.

Anónimo disse...

O ideal era aproveitar o melhor das listas do ps, do psd e do bloco e fazer-se um acordo em termos de um programa consensual para derrotar a cdu desta vez.

Anónimo disse...

De norte a sul do país multiplicam-se às dezenas as câmaras que estão a criar lojas sociais, o cartão do idoso, comparticipam medicamentos, cirurgias às cataratas aos idosos, isentam o pagamento de impostos locais, comparticipam as prestações bancárias para habitação aos jovens, etc, etc, nesta fase de crise que o país mergulhou e aqui, nos concelhos de Santiago e de Sines pouco ou nada se faz. Santiago e Sines devem ser os concelhos mais burgueses e reaccionários deste país sem qualquer sensibilidade social nesta fase de crise, mas onde não faltam milhares de contos para festas e artistas da rádio e da tv. Simplesmente vergonhoso!

Anónimo disse...

Isso não para cá, caro anónimo das 12.07. Aqui não há pobreza é tudo rico, o que interessa é que venha o Tony Carreira chupar 4 ou 5 mil contos para cantarolar meia dúzia de canções numa hora. Isso é que dá votos não são as medidas de apoio social aos necessitados.

Anónimo disse...

De facto é incompreensível que a câmara municipal de santiago não conceba um plano anti-crise em consonância com as ipss's do concelho de forma a verificar quais as principais carências, onde é que elas estão, e adopte um conjunto de medidas substanciais de apoio às familias e pensionistas mais necessitados. Há poucos dias, o Dr. Arnaldo Frade e o PS proposeram isso mesmo mas a maioria CDU rejeitou pelo que não se percebe que tipo de comunistas são estes que temos em santiago do cacém. Mas sinceramente deste Vitor Proença e dos seus apaniguados já nada me surpreende.

Anónimo disse...

Ai estão novamente as autárquicas e mais uma vez os partidos politicos estão á procura de candidatos, e como normalmente o fazem, uns escolhem empregados da Câmara e outos esclolhem candidatos de empregos de instituições publicas, para depois se ganharem controlarem tudo, candidatos da população que conhecem os problemas, esses não servem.

Anónimo disse...

Parabéns ao José Ferro que lidera o movimento de independentes em Santo André, e a Abela e o Cercal estão á espera de quê? de mais 4 anos a zero.

Anónimo disse...

Deixo aqui a sugestão para que vão ver as entrevistas concedidas pelos Candidatos ao jornal setúbal na rede.

"politica local" "politica nacional"

CDU e PS estão representados nestas eleições por homens do "partido" a quem estes devem lealdade.

Que bom que era se existisse uma lista de independentes.

O "Pereira" não chega...fossem todos como ele...

Também gostei da intervenção do "frade" no que diz respeito ao "entendimento" com o PSD mas será que um homem do "partido" não será outro "Victor"?

Victor esse que vai provavelmente ser "removido" 2 anos antes do mandato acabar pela Margarida Santos?

"Pereira" um homem do povo será que tem o que é preciso?
Disse os que muitos não disseram por falta de coragem.
Hotel Caminhos de Santiago é "horrivel" e dou-lhe o meu total apoio.

Os "outros" é verbo de encher...