6.10.2008

Nova rota turística em Alcácer do Sal

Um novo percurso pedonal, com a denominação de “Rota do Senhor dos Mártires”, foi inaugurado dia 11 de Maio em Alcácer do Sal.
Com início na praça Pedro Nunes o passeio, com a extensão de cerca de 13 quilómetros e 3 horas de duração, tem como objectivo a observação de fauna e flora aliada à descoberta do património construído e edificado de Alcácer do Sal.
O percurso sobe ao miradouro de Santa Luzia, continuando depois até chegar ao Santuário do Senhor dos Mártires, jóia do património arquitectónico do concelho e um dos templos cristão mais antigos do país. A rota continua por caminhos de terra batida onde se pode apreciar zonas de pinhal e a lavra do arroz até aos bairros do Olival Queimado e São João. Neste ponto
começa-se a descer pelo parque de campismo, largo dos Açougues e largo da Tipografia. O ponto de chegada coincide com o início, na praça Pedro Nunes.
Este percurso mantém-se livre para todos os que o quiserem fazer, basta seguir a sinalética própria, criada para o efeito, dois traços, amarelo e encarnado, que assinalam todas as ruas e pontos da rota.

http://www.cm-alcacerdosal.pt/PT/Actualidade/Noticias/Paginas/%E2%80%9CRotadoSenhordosM%C3%A1rtires%E2%80%9Dinauguradaestedomingo.aspx

23 comentários:

Vilhena disse...

E santiago ?
Não há nada disto para santiago ?
Senhores da câmara andais a dormir ou não tendes ideias ?

SANTIAGUENSE disse...

Já foi dito aqui muitas vezes e eu também disse que Santiago Cacém tem condições para fazer muitos mais percursos temáticos do que qualquer outro concelho da nossa zona. É uma questão de as pessoas que estão na câmara saberem fazer e terem vontade para isso.

Vicente disse...

Realmente há muito por aproveitar em santiago para percursos, roteiros, etc. Este concelho tem potencialidades fantásticas na sua imensa diversidade em termos de paisagem, património, etc. Com o centro histórico recuperado, o castelo desocupado e aproveitado para eventos culturais, santiago ficava um concelho muito valorizado. Penso que é também de começar a pensar-se em disponibilizar audio-guias nos postos de turismo para que os turistas estrangeiros possam percorrer o concelho nos pontos de maior interesse que existem. Mas por favor srs da câmara municipal, antes disso comecem por fazer as requalificações que é preciso fazer e dar também outra dinamica ao nosso património em todo o concelho. Façam o que é a vossa obrigação e para a qual foram eleitos e se acham que não são capazes vão-se embora e deêm o lugar a outros.

Anónimo disse...

Mais uma vez Alcácer marca pontos na cultura e no turismo.

Anónimo disse...

Deveis pensar que Alcácer é um mar de rosas! Realmente, só quem não sabe faz este tipo de intervenções:

"E Santiago?"

"Santiago Cacém tem condições para fazer muitos mais percursos temáticos do que qualquer outro concelho da nossa zona."

Conheceis a história ou as estórias dos outros concelhos?

Anónimo disse...

Alcácer tem mais história que santiago mesmo que isso faça comichão a voces. Lá porque têm miróbriga já pensam que são os maiores mas Alcácer é mais conhecida que santiago cacém para que saibam.

lopes disse...

Por acaso discordo e é por demais conhecido que Alcácer do Sal a certa altura morreu...
Santiago do Cacém foi a capital do Litoral Alentejano...basta ver a riqueza das suas casas, das suas Igrejas, do centro histórico...mas também morreu...

Silva disse...

Santiago do Cacém podia e devia assumir-se como a capital do Litoral Alentejano, mas precisa de uma outra dinamica diferente da actual. Mesmo a Santiagro se fosse gerida por gente com massa cinzenta a sério tinha condições para ser um certame de referencia e assim não passa de um eventozinho de trazer por casa. Os 50 mil visitantes deste ano podiam ser muitos mais e sobretudo de mais regiões de fora da nossa.

Anónimo disse...

Santiago do Cacém é o concelho mais importante do litoral, e tem sido ao longo da história. Tem características diferentes de Alcácer do Sal, que também é muito rico em história e de que gosto particularmente do Torrão e de Santa Susana. O alentejo litoral deve ser visto como um todo, embora cada concelho tenha as suas características individuais mas é isso que faz a riqueza desta região. Deixem-se de rivalidades sem sentido.

Anónimo disse...

Santiago foi sem duvida nenhuma a cidade mais importante do alentejo litoral, mas de há uns 20 anos para cá que estagnou, agora desenvolve se aos soluços e não parece que o poder local queira desenvolver mais santiago porque tem medo de sair do poder.

Anónimo disse...

Se acham que Santiago do Cacem foi mais importante que Alcácer, aconselho a dar uma vista de olhos no novo trabalho em PDF disponível no site da Câmara de Alcácer: _Alcácer no Final do Periodo Islâmico: Elementos sobre a 1 Conquista Portuguesa.Endereço digital - http://www.cm-alcacerdosal.pt/PT/Actualidade/Publicacoes/Paginas/EstudosdoGabinetedeArqueologia.aspx

uma alcacerense disse...

Quem tem tado parada é Alcacer, mas aos poucos vamos entrando no mapa. Por isso em santiago vão-se habituando a ouvir falar de Alcacer por muito que isso vos doia. De vez em quando apareçam no site da câmara de Alcacer pode ser que se convençam que Alcacer é mais importante que santiago.

Crescer disse...

É verdade que Alcácer lá vai fazendo alguma coisa, assim como Grândola, Santiago, Sines e Odemira.

Relativamente à história caberá aos historiadores analisa-la, não a nós.

Se Santiago tem mais ou menos do que os outros concelhos, isso não me interessa. O importante é se o potencial endógeno, nomeadamente, o histórico dos concelhos está aproveitado. Isso é k conta!

Agora que os santiaguenses, acham que são os maiores aki do reduto isso é verdade!!!

Voltando ao importante e deixando as provocações de lado. Não devia a AMLA, tentar criar um grupo de trabalho com os vários técnicos camarários a fim de acertar agulhas e quem sabe potenciar os recursos existentes?! Traçando estratégias ao nível das RUCI, do Provere e do SUDOE?!

Anónimo disse...

Gosto bastante de Alcacer mas Santiago é o meu concelho e acho que a região podia estar melhor do que está se houvesse mais união entre todos os concelhos para haver uma evolução mais ou menos igual em todos eles. Faziam falta mais projectos conjuntos com todos os concelhos.

Anónimo disse...

SR CRESCER, HÁ POTENCIAL, HÁ TÉCNICOS BONS, HÁ GENTE CAPAZ NA SOCIEDADE CIVIL, HÁ RECURSOS COMUNITÁRIOS DISPONÍVEIS, E EXISTEM CONDIÇÕES PARA ESTA REGIÃO PROGREDIR EM VÁRIAS FRENTES MAIS DO QUE O ESTADO EM QUE ESTÁ. E FIQUE SABENDO QUE SÓ NÃO AVANÇA PORQUE A REGIÃO ESTÁ MINADA POR UM CANCRO, QUE SE CHAMA POLITICA. VOCE VEJA QUE NESTE BLOG JÁ APARECERAM PESSOAS A DIZER QUE É PRECISO QUE O PS SE JUNTE AO PSD PARA TIRAR A CDU DA CÂMARA DE SANTIAGO, RESUMINDO OS PROBLEMAS A ESSA NECESSIDADE, QUANDO SE DEVIA SIM PENSAR-SE EM FORMAS DE LEVAR A REGIÃO PARA A FRENTE SE POSSÍVEL COM TODOS OS QUE SÃO CAPAZES DE FAZER MAIS E MELHOR COM OS RECURSOS QUE EXISTEM E SEM VINGANÇAS POLITICAS TIRANDO ESTES OU AQUELES SEM SABERMOS QUEM É QUE LÁ VAMOS METER SÓ PARA TIRAR OUTROS. QUEM PENSA ASSIM, ESTÁ A PENSAR COM BASE EM ÓDIO À CDU E NÃO COM AMOR À SUA TERRA.

Anónimo disse...

Já agora este blog bem podia publicitar o Roteiro do Litoral Alentejano elaborado pela ADL.

Na minha modesta opinião, um dos melhores produtos que temos à disposição sobre a nossa região.

Todo ele feito quase exclusivamente por uma excelente técnica e financiado pelo FEADER. Ah .... e sem política!

Já agora onde anda a ARTA, a Costa Azul, a Planície Dourada e a AMLA?!

João Santos disse...

Para Santiago crescer tem de se ver livre dos comunistas por muito que isto desagrade aos anónimos que nem coragem têm para assinarem o que escrevem. Acham que o Vitor Proença tem mérito para ser presidente da Câmara? Depois de tudo o que ele fez na situação da bancada devia era ter-se ido embora. Chama-me a isso assumir as consequências políticas do que sucedeu.

Silva disse...

O executivo é todo ele muito fraquinho, não é só o Proença. O amigo crescer tem razão que o roteiro está interessante, mas mais algumas propostas lá podiam estar se estivessem em condições de poderem ser usadas.

Anónimo disse...

O Alcácerense atento.

Em relação ao Roteiro, ele é um bom documento e muito útil, que favorece a Litoral Alentejano, contudo na parte histórica está fraquinho e desactualizado em relação a Alcácer, o que é uma pena. Depois verificamos que não fala no novo Museu da Cripta Arqueológica de Alcácer, que é uma falha que trás prejuizo a toda a região. Não podemos pensar como ilhas no oceano, ou oásis, para atrair turistas. É tão importante os turistas irem a Alcácer ver o museu, com ter passado o dia na práia.

Tozé disse...

Se ao podem voltar a fazer outro roteiro com as cenas novas por falta de dinheiro, metam lá dentro fichas mesmo soltas sobre a cripta, sobre o museu de abela e outras cenas que já estão feitas depois do roteiro ter saido.

Anónimo disse...

Este roteiro e a cripta, entre outras mais iniciativas em Alcácer, revelam um executivo camarário que ama a sua terra, a sua história e o seu património e faz dele um factor de desenvolvimento local. Tenho pena que em Santiago Cacém vário património esteja mal tratado, não é acarinhado por quem podia, e vários edificios do centro histórico que são da câmara municipal estejam como estão, e depois de tudo isso o presidente da câmara ainda tem a lata de vir para a comunicação social dizer que as ruinas Miróbriga estão sujas, abandonadas, etc, etc. Era melhor que tomásse conta do que lhe pertence por obrigação como deve ser antes de falar de outras coisas. Ou o senhor presidente já se esqueceu do que aconteceu ao cine-teatro Ermidas Sado, e das vezes que disse que ia arranjar o centro histórico do Cercal ? Fale mas depois de fazer o seu trabalho como deve ser. Só assim tem moral para falar das ruinas Mirobriga. Vá dar uma volta a Alcácer pode ser que aprenda lá alguma coisa.

Ju disse...

Alcacer do Sal, bonita terra com o Sado a seus pés. E com uma dinâmica cada vez mais interessante.

Anónimo disse...

Agora parece que Alcácer é que tá a dar, só porque fizerem lá uma cripta Alcácer já é a maior. Porque é que não falam nas grandes obras em Sines no castelo, na casa Vasco da Gama, no Porto Covo, no forte, etc, etc. Só Alcacer é que tem obras nos monumentos ? Tenham dó.