3.03.2008

Santo Andé: Aprovado plano de pormenor

Mão amiga fez-nos chegar esta notícia.
É estranho o silêncio "ensurdecedor" sobre este assunto. A Câmara Municipal de Santiago do Cacém, habitualmente tão expansiva na propaganda das suas actividades, neste assunto manteve-se estranhamente silenciosa, quando se julgaria que seria uma grande vitória em termos de planeamento urbano com forte cariz turístico.
Será que temos, mais uma vez, e à imagem dos seus vizinhos a norte, "gato escondido com rabo de fora"??
"Os Planos de Pormenor (PP) de Brescos e Costa de Santo André – que visam ordenar a zona costeira do município não só em termos urbanísticos, como também em termos turísticos, foram publicados em Diário da República. Trata-se de dois planos produzidos pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém com objectivos de planeamento urbano em zonas sujeitas a muita pressão urbanística. Após a adjudicação foram dados todos os passos inerentes à elaboração de um Plano de Pormenor, nomeadamente a análise da situação existente, estudos e finalmente a apresentação da proposta. Em comunicado, a autarquia assegura ter ouvido a população e levado a cabo uma assembleia junto dos munícipes que vão ser abrangidos pelos planos, num processo que intitulou como "A decisão junto da população". O plano da Costa de Santo André prevê, entre outras a localização de quatro unidades hoteleiras, diversos apartamentos e um aldeamento turístico, num total de 1200 camas, como também moradias turísticas, apartamentos e aldeamentos turísticos. O documento prevê igualmente a localização de um centro hípico, equipamentos culturais e desportivos, estabelecimentos de restauração e bebidas, comércio, espaços verdes e de estadia, equipamento de ensino, equipamento de saúde, uma sala de espectáculos, galeria de arte e exposições e equipamento para forças de segurança. São criadas medidas de protecção e preventivas, quer no domínio arqueológico, quer na restrição do uso do solo e exploração florestal. Relativamente ao Plano de Pormenor de Brescos o mesmo comporta várias categorias de espaços, particularmente: habitações unifamiliares, edifícios mistos, estabelecimentos de restauração, comércio, equipamentos culturais e desportivos, entre outros. "
In www.noticiasalentejo.pt

15 comentários:

Marina disse...

É a primeira vez que oiço falar disto por isso também me espanta não haver mais reclame. Até é um bocado estranho porque as câmaras não se poupam a fazer reclame de cada vez que põem uma pedra num passeio, só que eu não estou abalizada para dar uma opinião melhor sobre isto porque não entendo muito deste assunto.

santiaguense de gema disse...

Mais 1200 camas !!! E aldeiamentos turísticos, espaços culturais, centro hípico, etc, etc,...é caso para dizer que não há fome que não dê em fartura!!! Isto agora é que é... meu povo. Até ao fim do mandato preparem-se que vai vir aí o novo paraíso na terra: O Concelho de Santiago do Cacém.

Anónimo disse...

Se as coisas forem andando ao mesmo ritmo de lesma raquitica com que têm andado nestes mandatos, há-se ser cedo que todos esses equipamentos e infra-estruturas apareçam feitas embora não me admire que em 2009 arranque já alguma coisa para arregimentar votos. Após as eleições volta a parar. É uma estratégia usual com a câmara CDU de Santiago, e vamos ver no ano que vem a quantidade de propaganda, obras, e sorrisos pepsodent do V.Proença e do seu afilhado Bejinha.

uss disse...

Realmente este blog começa a ser o caixote do lixo das víboras xuxialistas!
Estou a um passo de deixar de vir aqui ler porque tudo serve para os venenosos cheios de "dor de corno" vomitarem...
Por mim, pode fechar

Anónimo disse...

Tou desejando de ver outras pessoas na câmara de santiago porque este pessoal já dá enjoos de esbanjar oportunidades para fazer isto andar para a frente como deve ser, tal é a falta de capacidades destas pessoas para um concelho com as mais valias que existem que são desaproveitadas que até mete dó.

Alentejo_SW disse...

Caro USS
Agradecemos sempre a sua participação, mas não podemos concordar quando implicitamente nos acusa de sermos caixote do lixo e de alinhamento com uma força política.
Já deixamos anteriormente isso bem claro.
As noticias são as que interessam à região, muitas da nossa pesquisa, muitas que nos são enviadas.
E temos publicado comentários contra e a favor das câmaras comunistas e socialistas...e se outras forças partidarias houvesse activas...também as publicaríamos.
Sejamos participativos e democráticos...
Todos os comentários são bem vindos, desde que sejam enriquecedores do debate e reflexão sobre a nossa região.
...ah...e não vamos fechar...

Anónimo disse...

oh USS eu não enfio esse seu barrete porque gosto tanto do proença, como do frade e outros. Só quero é o litoral alentejano avance em força em prol da população e não haja tanto fumo para os olhos das pessoas porque estamos mais mal do que nos querem fazer crer apesar de certa manipulação e campanhas de imagem de certos autarcas que a mim já me levaram os votos que tinham a levar. E digo mais, se forem os mesmos a eleições em 2009 nem sequer me mexo para votar

Anónimo disse...

Peço a ‘uss’ que não se vá embora...!
Acho que é um participante inteligente com sentido de humor sem papas na língua, e este blogue precisa das suas verdades por vezes bem vistas. Sem a sua participação, e outras, irreverentes, o nosso querido blogue arrisca-se a ficar... entediante. Se o blogue insiste em politicar-se, ao menos que o faça com alguma piada! No entanto, note o(a) ‘uss’ que há víboras em todas as cores do político espectro... e, aqui, bichos muito menos mordazes e venenosos... há gente muito bem intencionada... observe melhor os vários convictos moralismos, e as sensibilidades subjacentes, e veja como o orgulho é também um veneno da mente. O ‘alentejo_sw’ relembra a diversidade política dos que aqui participam e, no fim, um pouco infantilmente (francamente.), diz que não vai fechar a porta... estará a picá-lo a que fique..? Fique então, não abandone o barco. Tem pelo menos um(a) admirador(a) da sua deliciosa irreverência com certo olho para hipocrisias e outras mentiras. Não que a existência de admiradores seja condição suficiente para que se exista e se fique, e há coisas imperdoáveis e irreversíveis, mas será que o blogue já esgotou todo o interesse que poderia despertar...?

Nota: onde, na resposta de ‘alentejo_sw’ se lê ‘implicitamente’ deveria ler-se ‘explicitamente’ já que ‘uss’ colocou o ‘começar’ no presente do indicativo, seguido de preposição ‘a’ mais infinitivo do existencial verbo, tendo culminado o zangado e desengraçado ramalhete com um provocador ponto de exclamação debroado a ressentimento. Mas onde na resposta de ‘uss’ se lê ‘xuxialistas’ deve ser ‘socialistas’, embora a rastejante e animal espécie, referida em forma de nome comum, possa ser acompanhada de outros qualificativos, tanto à esquerda como à direita do dito espectro. Quanto ao ‘caixote do lixo’, ao ‘corno’ da dor e ao verbo ‘vomitar’ em pessoal infinitivo... sugiro, para que não se firam mais sensibilidades, que não se publiquem comentários que explicitamente mencionem siglas de partidos e nomes próprios de políticos actuais... e a ver no que daria a articulação do Português, com toda a liberdade de expressão a que tem direito.

(aiai o putuguês...)

Anónimo disse...

(e erros ortográficos na moral deste sermão, algum..? Há sempre pelo menos um, a debruar os paternalistas discursos... claro.)

Santiaguense disse...

Tanto blá, blá, blá mas nada de interessante sobre o plano de pormenor da costa de Santo André, que era o que devia merecer a vossa (nossa) prosa.
Penso eu de que .... que há falta de informação neste texto, para podermos saber com mais pormenores o que se pretende realmente no que respeita ao modelo de desenvolvimento para a nossa região. Tudo isto me cheira a chavões e meia dúzia de frases feitas muito pouco esclarecedoras sobre o que realmente se pretende fazer em Santo André e Brescos. E no resto do concelho?
Qual é o modelo de desenvolvimento?
Quais são os equipamentos necessários e urgentes em cada freguesia?
E as visitas do executivo às freguesias, para que servem?
O que resolvem?
Há muitas coisas que pouco percebo nesta forma de administrar uma autarquia.
Alguém me ajuda a perceber algumas destas questões?
Muito Agradecido.
Um Santiaguense

uss disse...

Disse que estou a um passo de deixar de vir aqui ler. Mas também queria dizer que esse passo a ser dado, se referia a poder comentar. Não o vou fazer por enquanto, atendendo a várias condicionantes que não vou especificar por agora.
Não quis dizer que este blog alinha em determinada força, mas que não alinha com outras, é inegável (e não é pecado).
Só gostaria (mas quem sou eu...), que a determinados assuntos não fossem permitidos comentários desfasados e que nada têm a ver como já aconteceu e como correctamente os visados foram chamados à atenção. Se não houver regras claras o blog tornar-se-à o caixote do lixo "xuxialista"
Quando escreve a palavra"xuxialista",
Há gente que a entende muito bem...

Marina disse...

Não me interessa nada a politica. Acho que a cdu fazem algumas coisas interessantes, assim bem como o ps, psd, e outros nas câmaras mas acho que também fazem coisas mal e outras deixam muito a desejar por falta de capacidade e não só falta de dinheiro como a gente ouve queixarem-se. Acho que faz mais falta espaços como este blogue porque os sites das câmaras dão uma imagem muito cor de rosa dos concelhos e não é bem assim que as coisas estão como sabemos, e não faz mal nennhum fazermos as nossas criticas das coisas que gostariamos de ver feitas. Afinal a liberdade existe para podermos dizer o que pensamos

Anónimo disse...

Ainda bem que 'uss' vai ficar... Acho que a arrogância deve ser sempre combatida, e compreendo perfeitamente que em certos ambientes, em ambientes 'politicados', se sinta que não valha a pena comentar. E concordo com a ‘marina’ e o ‘santiaguense’... talvez alguém nos possa enviar informação mais pormenorizada sobre estes ‘Planos de Pormenor’ (o ‘Luís Pedro Ramos’ terá notícias...)...? À primeira vista parece uma coisa boa, apesar de tudo, pois a notícia indica intenção de protecção arqueológica e florestal, e criação de alguns ‘serviços’ culturais, para além das camas. O Alentejo é muito bonito, terapêutico pelo impacto estético que pode exercer nas nossas ideias, ideal para passar uns dias de férias ou descansar aos fins-de-semana, se não mesmo viver a tempo inteiro (para os felizardos...). E, apesar dos riscos, a aposta no turismo é certamente válida e compreensível. Especialmente num turismo de habitação e de qualidade que possa ocorrer ao longo de todo o ano e não apenas durante a estação mais quente, e trazer visitantes com um certo nível mental. Ou, pelo menos, numa urbanização turística que não agrida a paisagem com mastronços arquitectónicos, e saiba incluir o bem estar e a qualidade de vida dos residentes permanentes. A maior parte do Litoral Algarvio atrai normalmente a xungaria das britânicas terras (‘xungaria’ pelo facto do seu comportamento arrogante e estúpido), e outras de outras terras, que não estão propriamente interessadas na especificidade das paisagens que visitam (‘invadem’ seria uma conjugação melhor). As urbanizações nem sempre caem nas melhores mãos... Mas, tal como os que descobrem o lindíssimo interior do Algarve (as laranjeiras..!), os visitantes do Alentejo parecem ter, à partida, outras características... são mais inteligentes e respeitadores. A ver se estes Planos de Pormenor se tornam uma realidade agradável com potencial heurístico, de desenvolvimento... Quem serão os arquitectos, os gestores do seu eventual funcionamento...? Equipamentos médicos, para quem...? Sim, que modelo de desenvolvimento...?

Anónimo disse...

Podem consultar o plano aqui. http://dre.pt/pdf2sdip/2008/02/040000000/0775707769.pdf

c disse...

Parece-me que, o que o user "uss" quer dizer com "xuxialista" é:
- Pessoa que na ânsia de arranjar um lugar numa autarquia, ou melhor ainda, numa das 99 novas instituições, institutos e instituintes de desenvolvimento, ou para o desenvolvimento, ou para envolvimento de assuntos alentejanos, litorais e outros, se conecta a um partido de forma absolutamente cobiçosa.

E obviamente, todos o sabemos, isso não existe nem na Câmara de Santiago do Cacém, nem nos ditos institutos, etc e tal.

À suivre...