12.28.2007

Uma reflexão para 2008...III

Que se repitam os sucessos do Festival Musicas do Mundo em Sines: http://www.fmm.com.pt/index.htm


....e da exposição "No caminho sob as estrelas"

17 comentários:

Vicente disse...

Em Sines não tenho dúvidas que FMM será mais um novo sucesso. Agora para Santiago é que não sei qual vai ser o evento que tenha um impacto como o FMM ou mesmo a exposição. Fazia falta um grande evento em Santiago, anual, para meter o concelho no mapa nacional durante pelo menos um fim de semana.
Era bom para o concelho, para o comércio, para o turismo, para a imagem de Santiago.
Mas o que é que podemos esperar desta gente se nem sequer das ruínas de Miróbriga eles sabem tirar partido!!!!

um santiaguense disse...

Assino por baixo.

Anónimo disse...

Concordo que Santiago do Cacém tem falta de um grande acontecimento anual e talvez nem sequer seja preciso puxar muito pela cabeça basta olhar e pensar no que é há para oferecer do muito de bom que temos cá. Ainda bem o colega Vicente fala das ruínas romanas porque talvez mesmo elas seja a resposta que é preciso dando-lhes vida com recriações históricas, com um seminário anual à volta do mundo romano, mais estudos, escavações, um video, publicidade na tv e na net, monografias, xiiiiiiiii tanta coisa que podia fazer-se lá para trazer mais gente a Santiago. Pode ser que 2008 traga mais inteligencia a alguns panhonhos que aqui andam a marcar passo

Anónimo disse...

Santiago do acém tem falta de outra gente na gestão da Câmara; outras pessoas que tenham vistas com capacidade de encontrar soluções para resolver os problemas. Não precisamos de vaidosos, coisa que me irrita no Proença, nem de arrogantes como o Rosado e a Margarida. Não estou a dizer que não pessoas sérias, nada disso, mas que não sabem fazer, ah lá isso não sabem. Depois vemos entrevistas nos jornais cá da terra, com o Proença e o Coelho a dizerem mal dos socialistas, depois vemos os socialsita a responderem na AMLA e depois vemos o Proença a dizer mal de pessoas sérias, depois depois, etc etc e isto não passa deste rame-rame de politcos mal formados. Mas as coisas vão piorar porque o Proença já percebeu que o chão lhe foge debaixo dos pés, que em Sines a Câmara está uma desgraça, que em Grândola, o Beato, namora com dos partidos ao mesmo tempo, PS e PSD e que as pessoas estão a sair da Câmara como aconteceu com o Frade, o Ruas e agora ao que pude apurar vai também sair mais um e curiosamente vão todos para lugares onde se pretendem pessoas que saibam fazer, como é o caso desta gente que está a sair. Efectivamente em Santiago do Cacém, a coisa não vai correr bem para a CDU, nem que o Proença se vista de padre.Parece-me que vai levar uma abada do PS, porque o PS no Concelho está bem organizado, tem lá gente prontinha para o desafio. Efectivamente não precisamos de mais 4 anos de CDU. Precisamos de outras pessoas de outros saberes, de outras sinceridades e gente menos hipócrita como o Proença e parte dos seus vereadores. Desejo a todos bom ano 2008, e que este Blog tenha a capacidade de se manter isento, de publicar tudo o que se escreve porque muitas vezes estes "sitios" são a oportunidade para se saber aquilo que está no segredo dos deuses e que isso é importante as pessoas saberem, como é o caso da hipocrisia do Srº Presidente da Câmara Municipal de Santiago do CAcém.

Anónimo disse...

É admiravel o que as câmaras CDU conseguem realizar ou promover...FMM em Sines,No Caminho sob as Estrelas em Santiago.Sinceramente não gosto de ler o tom critico que é efectuado neste blog às camaras da CDU.Tenho sido apoiante do BE mas reconheço grande capacidade e empenho aquelas câmaras.Há pouco uma colega minha, que tambem lecionou,disse-me que o blog é anónimo mas que o João Madeira e o João Pereira da SIlva são os autores. Não quero acreditar...

Alentejo_SW disse...

Caro anónimo
Este blogue não critica apenas as câmaras CDU...critica todos os que deveriam fazer mais pelo Litoral Alentejano e não o fazem...as Câmaras Municipais (CDU ou PS...que são as existentes) tem as maiores responsabilidades porque é quem está no poder!
Mas se ler com atenção verá que são apontados aqui nomes de todos os quadrantes políticos e de todas as áreas de actividade.
A nosso ver...basta que os visados contestem o que aqui é referido e que actuem mais com as populações e para as populações e não para os seus objectivos pessoais ou partidários.
Este blogue é e continuará a ser independente de qualquer força politica...aberto a todos os que queiram participar, denunciar, corrigir e informar em prol do Litoral Alentejano!
Por ultimo, o FMM e a Exposição não foram organizados pelos Municípios...foram pensados e geridos por pessoas fora da Câmara....as Câmaras foram co-organizadores e apoiaram(e muito bem) duas excelentes iniciativas de outrém!

P. C. disse...

Realmente parece que este simples blog está a provocar alguma urticária em alguns quadrantes da vida do Alentejo Litoral. Já paira no ar a máxima "para o ano há eleições". E também não se estranha que se faça algum aproveitamento político de certos eventos importantes da região. Infelizmente é sempre assim. Tanto se me dá quem sejam os autores do blog. O que me importa é discutir sobre a vida na região, os nossos problemas, e sem ofender ninguém.
Isso é que tem interesse, não é quem é dono deste blog.

Estamos em maré de votos e desejos sobre este novo ano, e aquilo que eu mais gostaria era que a vida de todos nós e o futuro da região fossem salvaguardados ao longo de 2008. Pouco me interessa que sejam comunistas, socialistas, sociais democratas, pp's, bloquistas, etc. E que haja mais democracia na discussão alargada no relançamento e reconstrução social, económica, turistica e cultural desta região. Seria excelente.

Vicente disse...

Comichões ou nervosismo ?
Mas já!!!!
Ainda falta meio mandato!!!
Bem, se calhar é algo que já começa a pesar na consciência de alguns autarcas da nossa praça.

Anónimo disse...

Acho alguma piada a "uns" anónimos que aqui escrevem, reclamando isenção quando veem para aqui fazer a apologia do ps, criticando cegamente e visando pessoas que estão à frente dos destinos municipais, e com críticas absolutamente desconhecedoras da realidade.
A cegueira é tanta que não conseguem esconder a "partidarite" que os "xuxialistas" põem em tudo quanto fazer (ou desfazem), enfim.
Um pouco de isenção (a sério) talvez um dia pudessem ter lugar nos destinos municipais. Citou um tal anónimo alguns nomes destacados do PS da região. Conheço-os-uns são mais ou menos e outros mesmo fraquinhos, uns "boys" apenas. Com isto não quero dizer que na CDU ou noutros não os haja mas...Tenha paciência, a campanha eleitoral ainda não começo...

Falancio disse...

Afirmar ou mesmo insinuar que este blog apenas tem olhos para as câmaras CDU, ou estamos perante alguém desatento ou com problemas ópticos. A linha transversal que aqui podemos encontrar, sobretudo nos comentários dos leitores, é que o Litoral Alentejano poderia estar noutro patamar de desenvolvimento se tivessemos autarcas mais esclarecidos, mais competentes, e mais conscientes das reais capaciadades e potencialidades da região. E, eu pessoalmente, não vejo isso. Nem em Grândola, nem em Sines, muito menos em Santiago. Nem sequer em Odemira. Não aprecio as incoerências de Beato, não gosto do ar de convencido nem da vaidade de Proença, e admiro um pouco o esforço de Coelho em Sines, embora no grosso do seu exercício deixe muito a desejar. Centrando-me em Santiago, que é a minha cidade e o meu concelho, não reconheço capacidade a Margaridade Santos, nem qualquer arrojo ou desenvolvimento na politica cultural do concelho, e muito menos reconheço capacidade a Alvaro Beijinha no pelouro que ocupa (pior ainda que Baguinho).
Em suma, o actual executivo camarário, é, para mim, um dos piores pós-25 de Abril. E o melhor de sempre em vaidade e populismo.
Para nossa infelicidade, quem se afigura melhor colocado para lhes suceder é o Frade. E aqui meus amigos, ou a equipa dele sobe em qualidade, ou ficamos na mesmo do que estamos actualmente. O cabeça de lista já é fraquissimo e sofre dos mesmos tiques de vaidade e convencimento que Proença, e se a equipa for semelhante, será pior a emenda do que o soneto. Filomena Pinela está politicamente morta, nem se ouve falar do PP. Pedro do Ò Ramos está a ver passar as modas. Do Bloco pouco se ouve e se conhece, para além de um ou outro colunista nos jornais regionais, pelo que não auguro grande evolução em 2008 para esta região. Nem sequer no campo político.

santiaguense disse...

Assembleia de Serpa contesta portagens no IP8

A Assembleia Municipal de Serpa aprovou na sua última sessão, realizada a 27 de Dezembro de 2007, duas moções onde, por um lado, reivindica a construção do IP8 em formato de auto-estrada na sua totalidade e sem portagens, e onde, por outro lado, critica a nova lei eleitoral para as autarquias.
Na primeira moção, aprovada por maioria com um voto contra do PS, três abstenções do PS e 18 votos a favor da CDU e PSD, os eleitos exigem a construção de todo o IP8,
entre Sines e Vila Verde de Ficalho, em perfil de auto-estrada e sem portagens, no sentido de promover “o desenvolvimento do Baixo Alentejo, da região e do país”.
Na mesma sessão, a Assembleia Municipal de Serpa aprovou ainda, com quatro votos contra do PS e PSD e 18 votos a favor (17 da CDU e um do PS), uma segunda moção em que contesta as alterações impostas por PS e PSD à lei eleitoral das autarquias, sobretudo no artigo que afasta os presidentes das juntas de freguesia de terem assento na Assembleia Municipal. Refere a moção serpense que estas mudanças ferem “de morte conceitos democráticos, princípios sagrados e valores sociais inalienáveis e indisponíveis”, acrescentando: “De ‘cutelo’ em punho, esta eventual alteração vem calar a voz, condicionar o pensamento, esmagar a vontade, aniquilar a opinião dos legítimos representantes das freguesias nas assembleias municipais e na vida das respectivas freguesias que é, também, a vida do Município”.


Aqui no litoral ninguém diz nada sobre as portagens. Andam muito ocupados com a guerra pelo poder na amla. Como é que se pode ter esperança em melhores dias?

Anónimo disse...

Q eauipa do Frade poderá ser boa, ele é vaidoso mas não é parvo, logo vai buscar uns quantos bons que estão na Concelhia dele, só espero é que ele não ponha o Rosas, aquele dos cabelos brancos, caso contrário dá cabo de tudo. O cascão também era comtetente tecnicamento e depois ficou-se com uns parcos votos, ou seja a derrota tota. Acho que o Frade se está a preparara bem, acho que vai levar gente de valor, é provável que consiga bater o Proença.

uss disse...

Reflexão para 2008 é importante sim senhores!
No entanto do que aqui vemos comentar, parece-me que a euforia socialista do litoral, aliada à inveja por terem o ps no governo e aqui estarem numa oposição (não construtiva, diga-se), serve apenas para tentar confundir os cidadãos que estão fartos das mesmas políticas e politiquices há muito tempo.
Os problemas reais dos cidadãos não se resolvem assim...

marina disse...

Tenho a sensação que a região está um bocado deprimida ao nível de grande parte das forças vivas. Não todas, mas grande parte. E era importante uma sociedade civil mais activa, mais dinâmica até para servir de contrabalanço ao poder autárquico, mas também para ajudar a desenvolver. Não sei se estarei a ser demasiado pessimista, mas não tenho alimento grandes esperanças a curto prazo na região.

NV disse...

Concordo Marina.
Isto não vai lá com partidos!É bem presente que nos partidos é so oportunistas, filiação=carreira.

santiaguense de gema disse...

O FMM em Sines e a exposição de Santiago do Cacém são efectivamente dois grandes acontecimentos que trouxeram prestígio à região. Com a diferença de que o FMM é uma iniciativa anual e a exposição foi pontual. Em Santiago devia haver uma espécie de concurso de ideias para se encontrar um grande acontecimento anual, ao nível de um FMM. Fazia bastante falta.

Anónimo disse...

A gestão CDU na Câmara Municipal de Santiago do Cacém
O mundo em que vive a CDU em Santiago do Cacém e o Senhor Presidente da Câmara Municipal, parece um mundo tão cheio de rigor, de coisas tão bem feitas, que às vezes até me assusta. Sim, porque num mundo perfeito existem diferenças, e erros, porque errar é humano. É um mundo que, como devem calcular, não existem coisas mal feitas, nem má gestão, porque eles são tão bons, tão bons, que se tornam intocáveis. Dá para ficar assustado!
Porque há coisas que não entendo muito bem.
Não sei porquê, mas esse mundo deles, ou seja o mundo da gestão do Sr. Vítor Proença, aquilo que ele aprendeu com os seus, aos meus olhos, assemelha-se muito a uma coisa estranha. Que poderá ser?
Gosto das regras. Aí, nesse mundo da CDU na Câmara Municipal, tudo me parece tão estranho.
Mas será possível haver regras neste mundo de gestão autárquica tão incipiente? Tão, tudo muito para uns, e pouco para outros? Regras de transparência por exemplo? De verdade? De pouca ironia???
Não sei.
Mas acredito que para muitos isso é possível, e eles, dentro da Câmara Municipal, são já muitos, são já a maioria. São já muitos os que anseiam por mudança. Estão fartos. Ainda bem, sinal de que alguma coisa vai mudar. E eu, estarei lá, na hora certa para ajudar à mudança.