9.24.2007

Os partidos e o Litoral Alentejano

Tem aparecido vários comentários sobre a ineficácia dos partidos politicos no Litoral Alentejano: tantos os executivos autárquicos como as oposições.
Será talvez a altura de os cidadãos se organizarem e criarem movimentos reais, desinteressados mas interessantes, de levantarem as vozes, questionarem, proporem alternativas, soluções...criticarem criativamente, mostrarem que podem ser alternativas credíveis,denunciar os abusos e o que está mau.
Pode ser que os partidos tomem consciência da realidade e voltem a ser hipóteses válidas, que sintam que não podem fazer as coisas impunemente, que se apercebam que devem tudo aos eleitores, à população!
Antes que seja tarde...

9 comentários:

J.F.S. disse...

Há muito que penso que esta região só vai sair da letargia em que mergulhou quando se levantar uma vaga de fundo, um movimento cívico à margem dos partidos e de qualquer influência política com equipas constítuidas por gente séria, credível, conhecedora dos problemas nas diversas áreas que constituem a vida dos municipios e dos municipes. Porque temos que ver que estes politicos do Litoral Alentejano sejam Comunistas, Socialistas, Sociais Democratas, Centristas, Bloquistas, etc, não têm qualquer nível e na maior parte das vezes querem é mostrar serviço aos Partidos para outros voos politicos de âmbito nacional.
Os meus parabéns a este blog pelos assuntos pertinentes que aqui costuma trazer, que incomodam certamente, e só é pena que o blog não seja mais conhecido.

Anónimo disse...

Até que concordo com isso, mas não estou a ver isso acontecer. INFELIZMENTE e para mal de todos nós e do concelho

Anónimo disse...

Como eleitor socialista tive grandes esperanças nas eleições passadas porque me parecia uma boa equipa, mas temos que reconhecer que a cdu sabe dar a volta ao eleitorado e talvez só daqui a 2 mandatos possam haver mudanças porque o partido que está mais perto de suceder na câmara de Santiago do Cacém, o ps, tem actualmente uma equipa pior do que a anterior a meu ver.

Jose disse...

Tambem penso que essa vaga de fundo,nunca irá aparecer!As pessoas que estão nos partidos teêm
interesses pessoais! Os chamados carreiristas politicos, que tudo fazem para atingir os seus objectivos. O Alentejo está condenado.......

JLopes disse...

pois....os nossos politicos ou aspirantes a politicos são todos fotogénico e bonitos...adoram aparecer nos jornais, bem vestidos, bem falantes...mas de competencia nula
Um está sempre a organizar comemorações de entregas de alvarás de empreendimentos que destroem o nosso litoral,convidando ministros..outro é nas saias da igreja, arrumando o PCP na gaveta, inundando a população de comunicados inuteis mas sobre o que interessa não fala...outro quer e motas e e boa vida, um erro de casting, outro mal sabe falar, dividido entre o turismo e a industria....mais outro, abaixo,que comunica muito bem, mas pouco faz...e se entramos no campo das oposições...igual ou pior...de Sul a Norte, inexistentes ou a porem-se em bicos dos pes para o lugar merecido no aparelho.
Portugal e este litoral tem azar...ou fazem esse azar

Toino disse...

tb axo que estamos muito mal servidos nas cãmaras (sem excepção) no que diz respeito aos politicos que nos (des)governam a todos. e a olhar para o pessoal que está nas oposições nos vários concelhos...é tudo farinha do mesmo saco. Anda tudo ao mesmo:tachos, dar nas vistas aos chefes de partido, afirmação pessoal à custa da politica e da publicidade que com isso obtêm.

j.f.s. disse...

Se ao menos se desse mais valor aos agentes locais ou técnicos entendidos nas suas áreas de especialização ou formação, e às associações, a vida das pessoas iria melhorar. Mas para isso era preciso mais humildade e capacidade de envolver as pessoas, coisa que os nossos politicos não fazem para não perderem protagonismo. No fundo quem perde depois são as populações.

Besugo disse...

Alguém já viu a oposição, principalmente aquela que é da cor do governo pedir mais policia para o Litoral Alentejano ?
Reclamar, reivindicar, etc ?
Nada, não querem afrontar os seus chefes de partido para não hipotecarem o seu futuro ou carreira politica. Este assalto ontem em Santiago a uma ourivesaria em plena luz do dia é sinal de que precisamos de mais policia e policiamento. Mas está tudo bem, ninguém se manifesta.

Anónimo disse...

Não metam tudo no mesmo saco, por exemplo o Bloco não é alinhado nem seguidista e é por isso que tem a minha simpatia. É a única força que levanta as questões e coloca-as na discussão certa.