9.28.2007

Algumas imagens PERDIDAS do Litoral Alentejano

Foi demolido por estes dias em Santiago do Cacém um interessante edifício Art Deco, com elementos decorativos em betão. A descaracterização e destruição continua...património não são só os monumentos...são edifícios comuns, conjunto urbanos ou rurais, paisagens, documentos e ferramentas, saberes e tradições...mas aqui no Litoral não existe essa noção.
Talvez este blogue possa servir para alertar, para divulgar, para recordar ou preservar algum desse património.
Aqui fica, para memória,o edificio demolido:





9.25.2007

Algumas imagens do Litoral Alentejano




A barragem do Lousal

Apareceu na comunicação social algumas notícias sobre uma fenda no paredão da barragem das Minas do Lousal.
Nessas notícias era referido, além do perigo que tal representava, que a CCDRA tinha ordenado que a mesma fosse despejada, que o ICN não sabia que fazer aos peixes e lagostins, porque a CCDRA não os tinham informado, e que se poderia colocar um problema ambiental, que a Câmara Municipal de Grândola não sabia de nada e que o Presidente da Junta sabia de tudo.
Assim se pode ver o bom relacionamento entre algumas entidades da nossa zona!

9.24.2007

Os partidos e o Litoral Alentejano

Tem aparecido vários comentários sobre a ineficácia dos partidos politicos no Litoral Alentejano: tantos os executivos autárquicos como as oposições.
Será talvez a altura de os cidadãos se organizarem e criarem movimentos reais, desinteressados mas interessantes, de levantarem as vozes, questionarem, proporem alternativas, soluções...criticarem criativamente, mostrarem que podem ser alternativas credíveis,denunciar os abusos e o que está mau.
Pode ser que os partidos tomem consciência da realidade e voltem a ser hipóteses válidas, que sintam que não podem fazer as coisas impunemente, que se apercebam que devem tudo aos eleitores, à população!
Antes que seja tarde...

9.18.2007

Alvalade Medieval

Mais uma vez a vila de Alvalade organiza as festas de "Alvalade Medieval".

De ano para ano o programa melhora e é cada vez mais um ponto alto do Litoral Alentejano este evento, em que as várias entidades Alvaldenses e o seus habitantes se juntam para quatro dias plenos de acontecimentos.

É um exemplo de como esta vila conseguiu criar um elemento de união, de animação e de promoção...tomara que outras localidades seguissem o exemplo e criassem eventos com os mesmos propósitos.

Aconselhamos a visita e partucupação num programa que se adivinha cheio e bastante animado.

Podem saber mais em:

http://alvalademedieval.no.sapo.pt/ e em http://www.alvalade.info/ um excelente site sobre Alvalade, com variadas informações sobre esta interessante localidade.

9.14.2007

Jornadas Europeias da Cultura em Miróbriga


Recebemos esta comunicação do IGESPAR, que divulgamos de seguida:

"Esta Direcção Regional da Cultura vai aderir às Jornadas Europeias da Cultura, promovidas pelo IGESPAR, através de várias iniciativas.
Assim, pode escolher o Litoral Alentejano para nos visitar no fim de semana de 28 e 29 de Setembro.
Em Miróbriga, no dia 28 de Setembro, pelas 16h, haverá um encontro com o escritor João Aguiar que nos falará da herança romana, o Doutor Filipe Themundo Barata e o Arquitecto Francisco Lobo de Vasconcellos.
Estarão presentes o Senhor Director Regional da Cultura do Alentejo e responsáveis pelo Sítio Arqueológico.
A 29 de Sembro, por iniciativa da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, no Museu Municipal, vai inaugurar, pelas 16h uma exposição que conta com a colaboração desta Direcção Regional, sobre «Miróbriga: o Tempo ao longo do Tempo - História e Historiografia».
Espero que nos visitem, aproveitem para visitar Miróbriga, o Museu de Santiago do Cacém e ver o Litoral Alentejano"

9.10.2007

É assustador...

Depois de se ler esta noticia no Semanário Económico fica-se assustado com a enormidade que se prepara...estes numeros são assustadores...enormes....desproporcionados.
Realmente fica-se com a ideia que estas autarcas fazem qualquer coisa para aparecer nos jornais, e nisso Vitor Proença é eximio, fazem qualquer coisa para entrar no barco do "turismo", verdadeira galinha dos ovos de pintados de purpurina dourada, acreditam, ou fingem acreditar nos vendedores de sonhos, como é o caso da Pelicano, um caso sério de abuso ambiental.
Como é possivel acreditar que a planicie do Cercal é um destino de excelência turistica para 15.000 turistas??? que a oferta turistica esta concentrada no Litoral...ele está a falar de quê...da Costa de S. André???...que são 750 ha? ???
Realmente é espantoso como isto é feito às escondidas da população de Santiago do Cacém...e ainda vem com imposturices e conversas para aliciar os mais incautos...
Esperamos que as pessoas acordem..questionem...se indignem...peçam explicações...mas será talvez tarde de mais...


Santiago do Cacém cria novo pólo turístico no Cercal


Turismo - Acordo com Pelicano Investimentos prevê 15.000 novas camas e criação de cinco mil empregos
Santiago do Cacém cria novo pólo turístico no Cercal
Vítor Proença, presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, quer aumentar o peso do turismo no interior do concelho, que diz estar "muito concentrado nas zonas litorais". Assim, prepara-se para arrancar com um projecto que ocupa 1.100 hectares, entre Santiago e Cercal, em parceria com a empresa Pelicano Investimentos Imobiliários. Vítor Proença prevê a criação de cinco mil novos postos de trabalho.
Carlos Caldeira
A Câmara Municipal de Santiago do Cacém está prestes a arrancar com um novo pólo turístico no Cercal e outro na Herdade do Canal. Vítor Proença, presidente da autarquia disse ao "Semanário Económico" ter a informação de que "a aprovação em Conselho de Ministros dos projectos de planos de pormenor, ambientais e de acessibilidades estará para breve". Este responsável adiantou ainda que o projecto abrange uma área total de 1.100 hectares, dos quais apenas 750 ficarão destinados a ocupação turística.
O desenvolvimento deste pólo turístico fica a cargo da Pelicano Investimentos Imobiliários, presidida por Mendes Duarte, e ocupa uma extensão de terreno que vai da parte sul de Santiago do Cacém ao Cereal do Alentejo, prevendo "15.000 novas camas e criação de cinco mil novos postos de trabalho, directa e indirectamente", refere Vítor Proença.
E acrescenta ainda que, com este projecto, "a intenção é transferir uma boa parte da oferta turística para o interior do Concelho, que está muito concentrado no litoral". O autarca diz também que o município está ainda em conversações com outros grupos empresariais que mostraram intenção de investir no Concelho".
O projecto, voltado para o mercado nórdico, que é visto como "ambicioso" pelo presidente da Câmara Municipal, prevê a construção de alojamento de segunda residência.
Os novos pólos turísticos vão contar com sete estabelecimentos hoteleiros - um de cinco estrelas -, três campos de golfe, um centro de estágio de futebol, uma academia de ténis e outra de golfe. Por outro lado, está também prevista a construção de áreas comerciais, de restauração e piscinas, além da abertura de um cinema, um espaço cultural, um ginásio e um mega SPA.
Às entidades envolvidas acordaram ainda desenvolver um plano ambiental relativamente aos impactos previstos, com um corredor composto por solos agrícolas que fará a separação entre os dois pólos turísticos.
"O município de Santiago do Cacém procura cada vez mais afirmar-se do ponto de vista turístico, procurando aproveitar os seus vastos recursos naturais", afirmou Vítor Proença, frisando que a adequação à evolução das condições presentes e futuras será alicerçada nos princípios regentes de desenvolvimento sustentável da sociedade e do Município de Santiago do Cacém", visando a compatibilização entre as "diversas dicotomias perceptíveis através de uma visão multidisciplinar e equilibrada".
Privilegiar as acessibilidades. O Plano de Pormenor da Planície de Cercal do Alentejo prevê ainda, no que diz respeito às acessibilidades, a construção de uma ciclovia, de vários percursos pedestres e de manutenção e áreas de animação nocturna, além de assegurar transportes colectivos internos ao empreendimento e de acesso a praias, centros urbanos (Santiago/Cercal) e património cultural do Concelho.
A área em causa está classificada como área rural, no âmbito do actual Plano Director Municipal de Santiago do Cacém. É uma área predominantemente agrícola e possui algumas bolsas florestais com dimensão significativa.
Entre as razões apresentadas para a oportunidade de realização deste Plano, Vítor Proença aponta os objectivos turísticos para o Alentejo apresentados no Plano de Desenvolvimento Turístico do Alentejo, a dimensão e capacidade de atracção do projecto de investimento a nível internacional, nacional e regional, e uma gestão integrada do território promovendo um equilíbrio entre a ocupação humana e a preservação da paisagem, entre outras.
Pelicano Investimentos aposta no desenvolvimento sustentável
A Pelicano Investimentos Imobiliários, presidida por Mendes Duarte, ambiciona ser um promotor imobiliário de referência nacional e internacional, diferenciando-se "pela qualidade e inovação dos seus projectos. Mais que vender casas, criamos um estilo de vida", segundo fonte institucional da empresa.
A Pelicano considera como sua missão desenvolver projectos imobiliários diferenciadores, respondendo aos seus clientes de modo eficaz, com ênfase a nível da arquitectura moderna e funcional, da oferta de infraestruturas desportivas e de lazer dentro dos seus empreendimentos, e da aplicação de princípios de desenvolvimento sustentável em cada um. A Pelicano é parceira fundadora do One Planet Living, uma iniciativa conjunta da WWF e da britânica BioRegional que se destina a promover o desenvolvimento sustentável.
A empresa tem como áreas de negócio o imobiliário, o turismo e os serviços integrados. A oferta turística traduz-se nos resorts turísticos da Pelicano, através de imobiliário de exploração turística, oferta hoteleira, infra-estruturas desportivas (com destaque para o golfe) e de lazer. "A Pelicano tem como valores base a consciência ambiental, a consciência social, responsabilidade e a confiança", refere a mesma fonte, adiantando que a implementação destes valores é feita dia-a-dia, através de uma "constante preocupação em integrar princípios ambientais em cada projecto", assim como a integração da riqueza humana em todos os processos da empresa.
Tudo procurando capitalizar a experiência de um estilo de vida agradável e tranquilo, de pura descontracção, numa oferta turística diversificada.

José Benedito Hidalgo de Vilhena III






Mais algumas fotografias de José Benedito Hidalgo de Vilhena que mão amiga nos fez chegar.



É realmente premente (e justa) uma exposição restrospectiva e de homenagem a este grande fotógrafo.



Precisa-se de voluntários...de mecenas...de entidades...







9.05.2007

José Benedito Hidalgo de Vilhena II

Mão amiga fez-nos chegar algumas fotos deste excelente fotógrafo de Santiago do Cacém.

Os nossos agradecimentos e esperamos que o repto que alguém lançou tenha seguimento.

As primeiras duas fotos:



Feiras IV


Aqui está um interessante artigo publicado em 1921...é interessante que nada mudou...nada evoluiu.

Interessante ou preocupante?

9.04.2007

Feiras III/José Benedito Hidalgo de Vilhena

Esteve patente na edição deste ano da Feira do Monte em Santiago do Cacém uma mostra de fotografias antigas, em comparação com fotografias actuais tiradas nos mesmos locais.
Além de uma interessante reflexão sobre a evolução urbana e que merecia aprofundar, estavam patentes várias fotografias de José Benedito Hidalgo de Vilhena.
Aqui fica o repto para duas iniciativas possíveis: uma exposição sobre Hidalgo de Vilhena (já sugerida anteriormente) e os painéis que estiveram expostos voltarem a ser patentes ao público...talvez associados a um debate sobre a evolução e desenvolvimento urbano em Santiago do Cacém.