4.29.2007

Um sinal de Alarme

Um post recente de um AA (Alentejano Arquitecto) chamo-nos a atenção para algo que apareceu subrepticiamente e que pelos vistos é dado adquirido: O Plano de Pormenor da Planìcie do Cercal do Alentejo.
Para iniciar a discussão transcrevemos um excerto do que vem exposto no site do Município de Santiago do Cacém (www.cm-santiago-do-cacem.pt):
O Plano de Gestão Ambiental da Planície do Cercal (PGAPC), previsto no Acordo entre a Câmara Municipal de Santiago do Cacém e a Pelicano, SA para o Plano de Pormenor do Parque da Cidade e Plano de Pormenor da Planície do Cercal engloba a área total dos dois Planos de Pormenor, bem como áreas de continuidade que pelas suas características ambientais lhes são afins.
Como se pode ver, a combinação já está feita entre e o Municipio e uma sociedade imobiliária que tem usado de estratagemas e conluios para betonizar parte do país (veja-se a Mata de Sesimbra e o Pinheirinho) e ao que parece avança sobre o Cercal e ainda sobre Porches,no Concelho de Alcácer do Sal.
É um grave sinal de alarme...devemos exigir explicações e justificações...antes que seja tarde de mais.
Apetece gritar...SOCORRO!


PS: Voltaremos a isto

3 comentários:

Ponto Verde disse...

Pelicano? Não é mais ABUTRE?

Anónimo disse...

Mas não será caso único e principalmente em zonas "ainda virgens" de construção

Sombra disse...

Escandaloso.